A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página

Seminário Interinstitucional debate Inclusão na educação superior e técnica

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Quarta, 31 de Outubro de 2018, 16h34 | Última atualização em Terça, 06 de Novembro de 2018, 16h18 | Acessos: 230

Participantes trocaram experiências e ressaltaram a importância da Educação Especial Inclusiva. Evento, que reúne IF Goiano, IFG, UFG e UEG, está sendo realizado no Campus Trindade.

Com o objetivo de proporcionar a troca de experiências exitosas e colaborar com a formação de professores de como lidar com alunos com necessidades educacionais especiais, o II Seminário Goiano de Inclusão na Educação Técnica e Tecnológica e Superior Pública reuniu no auditório do Campus Trindade diversos profissionais da educação do IF Goiano, IFG, UFG e UEG nesta quarta-feira, 31, em Trindade. O Seminário foi aberto com apresentação musical da Banda Inclusiva Luar, que é formada por pacientes internos da Vila São Cottolengo.

Na abertura do evento, o pró-reitor de Desenvolvimento Institucional, professor Elias Monteiro, representando o reitor do IF Goiano salientou que é fundamental a defesa da igualdade e o fortalecimento da educação inclusiva em Goiás. Elias citou o professor português Boaventura que diz que uma proposta de resposta para a tensão entre igualdade e diferença é “defender a igualdade sempre que a diferença gerar inferioridade e defender a diferença sempre que igualdade implicar descaracterização”.

A pós-doutora Eniceia Gonçalves Mendes (UFSCAR) realizou a Conferência “Ensino Colaborativo para o apoio à Inclusão Social”. Eniceia contextualizou a história da Educação Especial, a importância da colaboração, dos suportes ao aluno e da necessidade de adaptação da escola, bem como considerou que a formação docente e de profissionais de apoio ainda é um desafio, inclusive para a pesquisa sobre inclusão escolar. A conferencista defende a importância de se ter uma licenciatura específica para formação docente na Educação Especial.

No período da tarde, foram apresentadas as experiências exitosas na área de Inclusão do IF Goiano, IFG, UFG e UEG. O professor Leonardo Goulart Nunes apresentou o projeto Cão-Guia que coordena no IF Goiano - Campus Urutai. Alunos da UEG apresentaram sobre questões relacionadas à deficiência visual e a surdez. Professores do IFG apresentaram do protótipo Luva Transceptora: uma ferramenta de tradução automática de línguas de sinais. E o relato do Núcleo de Acessibilidade da UFG com a psicopedagoga Viviane Guimarães de Lucena Oliveira.

Também marcaram presença no evento o pró-reitor de Ensino do IF Goiano, Virgílio Erthal; a pró-reitora de Graduação da UEG, Maria Olinda Barreto; a pró-reitora de Ensino do IFG, Oneida Irigon, e a pró-reitora de Graduação da UFG, Flávia Aparecida de Oliveira.

 

Assessoria de Comunicação do IF Goiano - Campus Trindade

registrado em:
Fim do conteúdo da página