A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página
Pesquisa

Produtores substituem adubação mineral por orgânica no plantio da cebola

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Terça, 05 de Outubro de 2021, 09h57 | Última atualização em Sexta, 08 de Outubro de 2021, 09h30 | Acessos: 170

Estudo do Campus Cristalina mostra vantagens na utilização do insumo no cultivo da hortaliça.

A adubação orgânica tem se mostrado eficiente na produção da cebola (Allium cepa). Estudo do Instituto Federal Goiano (IF Goiano) realizado na Fazenda Retiro - situada na zona rural de Cristalina, no Leste goiano - constatou que os resultados na utilização deste insumo se equiparam aos obtidos pela adubação mineral. O município é referência nacional no cultivo da hortaliça.

Embora os resultados da pesquisa tenham indicado que a adubação orgânica não possibilite ganhos de produtividade a curto prazo, a utilização de excrementos animais e restos vegetais torna a fertilização da lavoura mais econômica e sustentável, uma vez que os adubos minerais são extraídos de rochas cujas jazidas estão se esgotando.

Esse estudo foi demandado pelos próprios produtores, na tentativa de buscar estabilidade produtiva e redução dos custos de produção. Por tal vantagem, os eles pretendem, já na próxima safra, substituir parte da adubação mineral pela orgânica.

Experimento - A produtividade final da cebola depende diretamente da fertilidade do solo. Desta forma, a adição de fertilizantes é essencial. Assim, após análise do solo, foram preparados canteiros sem adubação de cobertura, outros contendo 100% de adubação organomineral, outros com 100% de adubação mineral e, por fim, canteiros com a mistura de 50% de adubação organomineral e 50% mineral. O plantio foi realizado em uma área de pivô central, em maio de 2020. A colheita foi realizada de uma só vez, após 117 dias de semeadura.

O estudo do rendimento da cebola mostrou igualdade produtiva entre as formas de adubação organomineral e mineral. Somente nas cebolas não adubadas observou-se redução na produtividade. “Tais resultados indicam que a adubação orgânica é uma opção promissora para emprego na cebola”, reforça o pesquisador Jardel Lopes Pereira, professor do Campus Cristalina.

A pesquisa do IF Goiano foi realizada com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), por meio da concessão de bolsa de pesquisa a estudantes. Participaram do estudo discentes dos cursos técnico em Agropecuária e superiores de Agronomia (bacharelado) e Olericultura (mestrado).

Agronegócio - O município de Cristalina é um dos maiores produtores do Estado, com participação de 80% do Produto Interno Bruto (PIB) municipal. Movimenta em torno de 1,5 bilhão de reais e, além das hortaliças, também se destaca na produção de grãos como soja e milho.

 

Diretoria de Comunicação Social

registrado em:
Fim do conteúdo da página