A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página
Engenharia

Série de pesquisas propõe nova equação de chuvas para Goiânia

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Terça, 04 de Janeiro de 2022, 14h44 | Última atualização em Segunda, 10 de Janeiro de 2022, 12h20 | Acessos: 104

Ferramenta possibilita aprimoramento, prevenção e tomada de decisões em relação a temas como controle das inundações, abastecimento/racionamento de água, irrigação e erosões.

Túnel da Avenida Araguaia alagado, em Goiânia. Foto: Antônio Pasqualetto
Túnel da Avenida Araguaia alagado, em Goiânia. Foto: Antônio Pasqualetto

O Instituto Federal Goiano (IF Goiano) - Campus Trindade está realizando uma série de pesquisas destinadas a uma nova equação de chuvas para Goiânia. A equação utilizada atualmente, conforme a Lei Orgânica da Capital, é de 1999. Essa ferramenta matemática possibilitará aprimoramento, prevenção e tomada de decisões em relação a temas como o controle das inundações, abastecimento e racionamento de água, irrigação e erosões do solo na cidade. 

A equação de chuvas relaciona três grandezas que caracterizam as precipitações: intensidade, duração e frequência. A ferramenta é necessária para várias atividades de planejamento hídrico que atenda as áreas como drenagem urbana, agrícola, projetos de irrigação, controle das inundações, abastecimentos, racionamento de água, erosões do solo. Além disso, é essencial para obras hidráulicas bem-sucedidas, como barragens e represamentos. 

Para desenvolver a nova equação de Goiânia foram feitas três pesquisas até o momento. A primeira analisou o comportamento das chuvas na Capital no período de 2009 a 2019, com dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). A segunda pesquisa elaborou uma equação matemática para proporcionar maior segurança no dimensionamento da vazão de projetos pluviais (água da chuva) da capital goiana. Já o terceiro projeto, em desenvolvimento, busca pesquisar a calibração dos parâmetros e aplicações da equação. 

“Nesta etapa, estamos trabalhando na ampliação do período de análise do comportamento das chuvas para 30 anos. A intenção é aprimorar a equação matemática o mais próximo possível da realidade atual”, frisa a orientadora do projeto, a professora doutora em Ciências Ambientais Maria Socorro Duarte da Silva Couto. Ela lembra que a equação de chuva é uma ferramenta que precisa de atualização conforme as transformações da cidade.   

“Nossas pesquisas com a equação de chuva buscam ser um passo adiante para políticas públicas com investimento na atualização ferramentas como novos pontos de medição de precipitação e até a elaboração de um Plano Diretor de Drenagem Urbana”, ressalta o co-orientador do estudo, professor doutorando em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Vinicius Otto de Aguiar Ritzmann Marzall. Os estudos do IF Goiano são patrocinados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). 

Reconhecimento – O projeto de pesquisa do Campus Trindade ficou em terceiro lugar na categoria Graduação do III Integra IF Goiano. O evento ocorreu na semana passada e premiou os três primeiros colocados, entre vários eixos temáticos, dos trabalhos inscritos. “A premiação foi uma surpresa, pois não temos a mesma estrutura física dos campi mais antigos da Instituição para desenvolver pesquisas, o que nos traz muita motivação”, comenta Maria Socorro.

Diretoria de Comunicação Social, com Ascom/Campus Trindade

registrado em:
Fim do conteúdo da página