A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página

Mulheres Mil, um divisor de águas

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Sexta, 09 de Abril de 2021, 21h53 | Última atualização em Segunda, 19 de Abril de 2021, 18h54 | Acessos: 129

No Campus Ceres, o programa criado para acolher e profissionalizar mulheres em vulnerabilidade social ajudou a transformar centenas de vidas

Por Vitor Marques
Imagens: coordenação do programa


Desde 2011, com uma metodologia envolvendo atenção no acesso, permanência e êxito, o programa Mulheres Mil vem buscando a formação profissionalizante de mulheres em situação de vulnerabilidade social e elevação da escolaridade. Instituído no início do governo Dilma Rousseff, pela Portaria nº 1.015, de 21 de julho de 2011, o Mulheres Mil é coordenado pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação, sendo, portanto, uma diretriz pública de inclusão educacional.

Entre os anos de 2014 a 2015, o Mulheres Mil foi incluído no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), ampliando a oferta de cursos e o número de municípios contemplados. O Programa foi descontinuado pelo governo federal no ano seguinte, mas em 2017, por iniciativa da gestão do IF Goiano, foi retomado na Instituição, sendo coordenado, no Campus Ceres, pela servidora Cláudia Correia.

A iniciativa trouxe oportunidades a mulheres que ou nunca estudaram ou tiveram pouca escolaridade voltarem a frequentar a escola, se profissionalizarem, conquistar uma vaga no mercado de trabalho e tornarem-se pequenas empreendedoras. Não menos importante, percebe-se um resgate da autoestima, da valorização enquanto pessoa, e isso as potencializam como ser, e consolida a identidade “mulher”.

“O programa vem transformando vidas, alguns autores ressaltam que, quando você consegue mudar uma mulher, você muda uma geração, porque a mulher tem toda essa capacidade de mobilidade”, explica Cláudia.

Dos resultados a serem destacados, têm-se situações de mulheres que conseguiram concluir o Ensino Médio e fazer uma graduação, mulheres que conseguiram sair de relacionamentos abusivos, mulheres que sofriam de violência doméstica conseguiram sair dessa zona conflituosa.

Cláudia Correia ressalta que o programa não incentiva as mulheres a se separarem dos seus companheiros e, sim, ajuda as mulheres a se descobrirem ou redescobrirem como pessoas. “Eu sou aquela que floresce no verão, exibindo a beleza e fortaleza diante dessa estação. Nunca estou murcha, por isso chamo a atenção, ‘Para – tudo’ que eu sou a flor do Cerrado dessa nação”, declama a coordenadora.

 

Confira abaixo a experiência da Clarice Silva, uma mulher mil:

Eu me chamo Clarice Alves Ribeiro da Silva, sou casada, atualmente moro em Palmeiras de Goiás.

O ano de 2011, foi um ano de grandes oportunidades em minha vida. Dentre essas oportunidades, fora que me escrevi em um Programa Mulheres Mil, e fui uma das selecionadas.

A cada dia uma novidade nos estudos, fui adquirindo mais e mais conhecimento... tanto na teoria como na pratica. Tive oportunidade de conhecer e me relacionar com várias pessoas e ampliar meu rol de amizades, dentre essas amizades algumas perduram até os dias de hoje, Claudia e Jussara, (mentora e professora) amigas que se preocuparam e se comprometeram para que todas as participantes, tivéssemos a oportunidade de adquirir conhecimento e prática para enfrentar o mercado de trabalho.

Ainda no Programa Mulheres Mil me escrevi e participei duas vezes do curso Cozinha Brasil, sendo que no final do último curso me solicitaram para que eu fizesse o acompanhamento das novas turmas.

No ano de 2012, outra grande oportunidade em minha vida, ainda estudando, através de minhas amizades tive conhecimento de uma oportunidade de emprego, onde me escrevi e participei de uma seleção para preencher uma vaga de emprego. Passaram-se alguns dias e a empresa então me ligou me informando que gostou do meu currículo e meu perfil, e que inclusive um diferencial que contribuiu para a seleção foi ter o curso que estava no programa Mulheres Mil.

Continuei a fazer o curso, em um período trabalhava e no outro estudava. Alguns meses depois, conclui o curso com muita satisfação... comemorei a formatura com muita alegria, teve até festa junto com minhas amigas e parentes.

O Programa foi um divisor de águas na minha vida, pois após concluí-lo não parei meus estudos, comecei a cursar Recursos Humanos, técnico em Segurança do Trabalho e tive formação na área de Beleza. Atualmente estou terminando a faculdade em Administração.

 

Palmeiras de Goiás. 29 de Outubro 2020

 

 

 

Equipe IF na Cidade - adaptado pela Ascom Campus Ceres

Fim do conteúdo da página