A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página

Programa de proteção de plantas mostra exemplo da importância de se capacitar

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Sexta, 06 de Julho de 2018, 10h32 | Última atualização em Terça, 17 de Julho de 2018, 11h27 | Acessos: 370

Felipe Luís Anjos de Sousa, egresso recente do Programa de Pós-Graduação em Proteção de Plantas do Instituto Federal Goiano - Campus Urutaí, recebe importante promoção na empresa DuPont/Pioneer.

 O aluno Felipe Luís Anjos de Sousa, egresso recente do Programa de Pós-Graduação em Proteção de Plantas do Instituto Federal Goiano - Campus Urutaí, recebeu importante promoção para o cargo de Especialista de Aplicações e Serviços Técnicos em Tratamento de Sementes na empresa DuPont/Pioneer. Esta função contempla responsabilidade sobre toda a América Latina, atuando nas unidades de produção da empresa, de terceiros e em propriedades com tratamento de sementes de diversas culturas como Milho, Soja, Canola, Girassol etc.

 Desde 2009, Felipe atuava como Líder de Processo, no município de Formosa. Nesta função era responsável pelos seguintes setores: recebimento, secagem e tratamento industrial de sementes. Após 3 anos, foi transferido para Catalão para assumir o cargo de Coordenador de Processo dos setores de recebimento, secagem e aeração, classificação, ensaque e tratamento industrial de sementes. Após ingressar no Mestrado, já no segundo semestre de 2017, mudou de função, saindo de Coordenador de Processo para Agrônomo de Campo Pleno. 

Para Felipe Luís, o ingresso no mestrado foi muito importante para seu crescimento profissional e também acadêmico.

O Programa de Pós-Graduação em Proteção de Plantas (PPGPP) tem como objetivo principal a qualificação de recursos humanos para a produção, aplicação e transferência de tecnologia e inovação em fitossanidade, no manejo de pragas, doenças e plantas daninhas. Podem se candidatar ao processo seletivo portadores de diploma de graduação obtidos em cursos reconhecidos pelo MEC na grande área de Ciências Agrárias ou áreas afins, preferencialmente inseridos no mercado de trabalho e atuantes na área de proteção de plantas.

Núcleo de Comunicação Social e Eventos - Campus Urutaí

Fim do conteúdo da página