A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página

Gestão de Ensino promove atividades extraclasse para os discentes dos cursos técnicos integrados ao Ensino Médio

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Quarta, 09 de Setembro de 2020, 11h32 | Última atualização em Terça, 15 de Setembro de 2020, 20h23 | Acessos: 43

Com o objetivo de promover atividades extraclasse, a gestão de ensino do Campus Avançado Hidrolândia tem ofertado aos alunos dos cursos técnicos integrados ao Ensino Médio palestras que ocorrem entre os módulos das aulas e atividades não presenciais realizadas no ambiente virtual. Os temas discutidos são transversais e visam a formação integral dos discentes. 

imagem sem descrição.

No mês de agosto, foram realizadas duas palestras. Na primeira, intitulada “No trânsito, o sentido é a vida”, o professor Mestre Amivaldo Santos abordou vários aspectos legais e de conduta humana relacionadas a nossa vivência no trânsito. A segunda palestra, intitulada “Conhecendo a pessoa surda e um pouco da sua língua”, foi ministrada pelo Mestre Thiago Cardoso, professor do curso de Pedagogia Bilíngue do IFG, Campus Aparecida de Goiânia. As palestras foram realizadas via Google Meet e contaram com a participação de discentes de todas as turmas dos cursos técnicos integrados ao ensino médio, docentes e técnicos administrativos do Campus Avançado Hidrolândia. As atividades são vinculadas ao Projeto #FiqueEmCasa desenvolvido pelo campus.

O docente Amivaldo Santos ressaltou que “as atividades extraclasse nesse momento de pandemia é uma alternativa a projetos que ainda não podem ser executados presencialmente, como por exemplo o projeto de educação para o trânsito que é desenvolvido anualmente com a participação dos estudantes por meio de projeto de extensão. Acrescentou ainda o professor que elaborou “uma palestra em ambiente virtual com o propósito de disseminar o conteúdo abordado no projeto que é Educação para o Trânsito, vez que esse tema é de interesse de todos, e foi oportuno para a participação do aluno Gustavo Lima do 3º TMSI, que participou da execução do último projeto. Gustavo palestrou sobre conteúdo que é apresentado às escolas de Hidrolândia sobre educação para o trânsito, inclusive trouxe relatos sobre a experiência de participar do projeto.” Gustavo Lima, que é discente do terceiro ano do Curso Técnico em Manutenção e Suporte em Informática Integrado ao Ensino Médio, destacou a importância que o projeto teve para ele, sobretudo pelo “conhecimento que adquiri na área do trânsito e foi bom repassar o meu aprendizado para o próximo.”

Já em sua exposição sobre a língua das pessoas surdas, o docente Thiago Cardoso relatou que “mais que passar noções de Libras, a conversa teve como foco principal explanar sobre o ser surdo e situações cotidianas que envolvam essa comunidade”. Thiago ressaltou que, “de acordo com o IBGE 2010, temos quase 10 milhões de pessoas com algum tipo de surdez em nosso país e a maioria da população não sabe quase nada desse grupo. Daí a importância de compartilharmos o máximo possível de informações acerca deste tema. Espero que nossa conversa tenha plantado uma sementinha dentro de cada um presente e que eles e elas possam ter saído mais sensíveis do que chegaram em relação às pessoas surdas. Já que por muitas vezes estão a nossa volta e que, por desconhecimento, muitas vezes não os enxergamos”. Finalizou o professor afirmando aos alunos e aluna: “quem sabe possamos nos reencontrar no curso de Pedagogia Bilíngue para que continuemos estudando sobre o assunto.”

A discente Maísa Campos, matriculada no terceiro ano do Curso Técnico em Manutenção e Suporte em Informática Integrado ao Ensino Médio, participou da palestra ministrada pelo professor Thiago e comentou que “essa palestra/videoaula veio para mostrar que a fala não é a única forma de comunicação e para esclarecer  que  ao aprender  libras tornamos nossa comunicação  mais ampla, tornando o dia a dia das pessoas surdas tão comum quanto o de alguém que não é surdo. Assim, gerando mais oportunidades pra elas no meio social, acadêmico e profissional. Particularmente, eu já era muito envolvida com libras, sempre tive muita curiosidade e interesse e a palestra veio e me mostrou que tô no caminho certo para tornar o mundo um pouquinho melhor e mais igualitário”. 

Os temas discutidos são de extrema importância para a formação dos alunos do campus Avançado Hidrolândia. Foram momentos de troca de experiência e muito aprendizado para todos os participantes. 

 

Núcleo de Comunicação Social e Eventos do Campus Avançado Hidrolândia 

Fim do conteúdo da página