A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Página inicial > Programas > Ciências sem Fronteiras
Início do conteúdo da página

Ciências sem Fronteiras

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Quarta, 08 de Abril de 2015, 15h34 | Última atualização em Quinta, 09 de Abril de 2015, 10h10 | Acessos: 1230

O Ciência sem Fronteiras é um programa que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional. A iniciativa é fruto de esforço conjunto dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – CNPq e Capes –, e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

O projeto prevê a utilização de até 101 mil bolsas em quatro anos para promover intercâmbio, de forma que alunos de graduação e pós-graduação façam estágio no exterior com a finalidade de manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação. Além disso, busca atrair pesquisadores do exterior que queiram se fixar no Brasil ou estabelecer parcerias com os pesquisadores brasileiros nas áreas prioritárias definidas no Programa, bem como criar oportunidade para que pesquisadores de empresas recebam treinamento especializado no exterior.

O candidato deverá obrigatoriamente preencher os seguintes requisitos:

I. Estar regularmente matriculado em curso de nível superior nas áreas e temas contemplados pelo CsF. É de exclusiva responsabilidade do candidato informar no formulário de inscrição a Instituição de Ensino Superior (IES) na qual está matriculado, sendo permitida a identificação de apenas uma única IES;
II . Ter nacionalidade brasileira;
III. Ter integralizado no mínimo 20% e, no máximo, 90% do currículo previsto para seu curso, no momento do início previsto da viagem de estudos;
IV. Ter obtido nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) igual ou superior a 600 pontos, em exames realizados a partir de 2009[1];
V. Apresentar perfil de aluno de excelência, baseado no bom desempenho acadêmico segundo critérios da IES;
VI. Comprovar proficiência conforme consta no texto das chamadas;
VII. Os candidatos que atenderem a todos os requisitos, mas não obtiverem o nível mínimo de proficiência. Poderão a critério da CAPES e do CNPq serem beneficiados com cursos a distância no Brasil e presenciais no exterior; 
VIII. Não ter usufruído de bolsa de graduação sanduíche no exterior, financiada no todo ou em parte, pela CAPES ou pelo CNPq.

Documentos: 

Acesse o site do Programa

Regulamento Interno do Programa Ciência sem Fronteiras do IF Goiano

Formulários: anexos II ao XIII do Regulamento Interno do Programa Ciência sem Fronteiras

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página