Para entender o Ofício do Historiador

Authors

  • João Oliveira Ramos Neto Instituto Federal Goiano - Câmpus Urutaí

DOI:

https://doi.org/10.33837/msj.v1i2.105

Abstract

Este texto tem vários objetivos, todos eles didáticos. O primeiro, sobretudo, é orientar os alunos egressos do Ensino Médio sobre a profissão do historiador. Tem-se, assim, o objetivo de fazer aqueles alunos que simpatizam com essa disciplina decidirem se querem mesmo seguir essa carreira. Para isso, em primeiro lugar, é preciso entender a função social da História. Em segundo lugar, a formação acadêmica que qualifica e habilita o profissional a exercer a sua função. Por fim, o mercado de trabalho em que ele irá atuar e de onde irá tirar seu sustento. As informações aqui contidas também serão úteis tanto na introdução de um curso de História como em outros cursos ou especialização de humanas, como Sociologia, Filosofia, Antropologia, Teologia e Ciências das Religiões para que os alunos dessas respectivas formações possam conhecer melhor a respeito da área próxima e, assim, aprimorar o trabalho interdisciplinar.

Author Biography

João Oliveira Ramos Neto, Instituto Federal Goiano - Câmpus Urutaí

Doutorando em História pela Universidade Federal de Goiás. Mestre em História Comparada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Bacharel e Licenciado em História pela Universidade Federal de Goiás. Bacharel em Teologia pela Faculdade Batista do Rio de Janeiro. Atualmente é professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal Goiano em regime de Dedicação Exclusiva.

References

ARÓSTEGUI, Julio. A pesquisa histórica. Teoria e método. Bauru - SP: Edusc, 2006.

AZEVEDO, Israel Belo de. O prazer da produção científica. São Paulo: Hagnos, 2002.

BARROS, José D’Assunção. O campo da história: especialidades e abordagens. Petrópolis: Vozes, 2004.

BRAUDEL, Fernand. Reflexões sobre a história. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

CARDOSO, Ciro Flamarion, VAINFAS, Ronaldo. Domínios da história: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

CERTAU, Michel de. A escrita da história. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

CHARTIER, Roger. A história cultural: entre práticas e representações. Lisboa: DIFEL,

DOSSE, François. A história. Bauru: EDUSC, 2003.

ECO, Umberto. Como se faz uma tese. São Paulo: Perspectiva, 2005.

GUAZELLI, César Augusto Barcellos et al. (orgs.). Questões de Teoria e Metodologia da História. Porto Alegre: Ed. Universitária/ UFRGS, 2000.

LE GOFF, J.; NORA, P. História: novos problemas, novos objetos, novas abordagens. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 3 v., 1989.

MATTOSO, José. A escrita da história: teoria e métodos. Lisboa: Editorial Estampa, 1988.

WALL, Cornelis de. Sobre pragmatismo.

Published

2018-03-18

How to Cite

Ramos Neto, J. O. (2018). Para entender o Ofício do Historiador. Multi-Science Journal (ISSN 2359-6902), 1(2), 26-33. https://doi.org/10.33837/msj.v1i2.105

Issue

Section

Human and Social Sciences