Preparo de sementes de corda-de-viola para o teste de tetrazólio utilizando micro-ondas

Raphael Branco Araujo, Fabrícia Cristina dos Reis, Ana Dionisia da Luz Coelho Novembre

Resumo


O objetivo deste trabalho foi estudar o preparo das sementes de corda-de-viola (Ipomoea hederifolia L.) para o teste de tetrazólio. Inicialmente foi determinada a cinética de absorção de água pelas sementes, para determinar o nível adequado de hidratação dos tecidos para a avaliação pelo teste de tetrazólio. Em seguida, as sementes, escarificadas e não escarificadas, foram hidratadas até atingirem 20% de água, entre papel e por radiação de micro-ondas por 30, 45 e 60 segundos. Após a hidratação, as sementes foram seccionadas longitudinalmente, no sentido da largura, e foram mantidas durante 1 hora e 15 minutos em solução de sal de tetrazólio (0,075%) a 25°C para avaliação de viabilidade. Foram utilizados dois diferentes lotes de sementes e duas repetições de cada. As médias foram comparadas pelo teste de Tukey. O preparo adequado para sementes não escarificadas é com a utilização da radiação micro-ondas por 45 segundos e o período de coloração de sementes é de uma hora e quinze minutos a 25°C.  Assim, o tempo de preparo de sementes de I. hederifolia para o teste de tetrazólio com raios micro-ondas foi diminuído de 3 a 4 horas quando comparado com o método entre papel.


Texto completo:

PDF

Referências


AZANIA, A. A. P. M. et al. Métodos de superação de dormência em sementes de Ipomoea e Merremia. Planta Daninha, v. 21, n. 2, p. 203-209, 2003.

AZANIA, C. A. M. et al. Superação da dormência de sementes de corda-de-viola (Ipomoea quamoclit e I. hederifolia). Planta Daninha, v. 27, n. 01, p. 23-27, 2009.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Brasília, DF: 2009. p.365

CALOY, L. H. M et al. Teste De Tetrazólio Para Sementes De Guanxuma. Revista Trópica: Ciências Agrárias e Biológicas, v. 7, n. 1, 2013.

COPELAND, L.O.; McDONALD, M.B. Principles of seed science and technology. 3.ed. New York : Chapman & Hall, 1995. 409p.

FRANDOLOSO, V.; TILLMANN, M. A.; BAUDET, L. Determinação do grau de umidade de sementes de cebola, cenoura e tomate em forno de microondas. Revista Brasileira de Sementes, v. 20, n. 2, p. 48-57, 1998.

GRABE, D.F. Manual do teste de tetrazólio em sementes. Brasília, DF: AGIPLAN, 1976. 85p.

ISTA ─ INTERNATIONAL SEED TESTING ASSOCIATION. The germination test. In: International rules for seed testing. Bassersdorf, 2006. 5, p. 5.1-5.46.

KISSMANN, K. G.; GROTH, D. Convolvulaceae Juss. In: KISSMANN, K. G.; GROTH, D. Plantas infestantes e nocivas. 2.ed. São Paulo: BASF Brasileira, 1999. p. 673-693.

KRZYZANOWSKI, F.; VIEIRA, R. D.; FRANCA NETO, J.B. (Eds.). Vigor de sementes: conceitos e testes. Londrina:ABRATES, 1999.

OGUNWENMO, K.; UGBOROGHO, R. E. Effects of chemical and mechanical scarification on seed germination of five species of Ipomoea (Convolvulaceae). Boletim da Sociedade Broteriana, v. 69, p. 147-162, 1999.

SANTANA, B. A. Preparo de sementes de algodoeiro para o teste de tetrazólio. Piracicaba, 2013. 64 p. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia), Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, 2013.

SMITH, M.T; BERJAK, P. Deteriorative changes associated with the loss of viability of stored desiccation-tolerant and desiccation-sensitive seeds. In: KIGEL, J.; GALILI, G. (Ed.) Seed development and germination. New York: Marcel Dekker, 1995. cap.26, p.701-746.

TRAN, V. N. Effects of microwave energy on the strophiole, seed coat and germination of Acacia seeds. Functional Plant Biology, v. 6, n. 3, p. 277-287, 1979.




DOI: http://dx.doi.org/10.33837/msj.v1i4.108

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários




Direitos autorais 2017 Raphael Branco Araujo, Fabrícia Cristina dos Reis, Ana Dionisia da Luz Coelho Novembre

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Indexada nas seguintes bases:

 

          

Uma publicação da Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação do IFGoiano - Câmpus Urutaí

 

  

 Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.