O DISCURSO PEDAGÓGICO DA LEITURA NO ENSINO FUNDAMENTAL: um olhar sobre os documentos oficiais do Ministério da Educação

Authors

  • SARAH SUZANE Bertolli Gonçalves IF Goiano UFG

DOI:

https://doi.org/10.33837/msj.v1i6.152

Abstract

Este artigo visa descrever sobre o espaço da leitura, especialmente no que concerne ao letramento literário como agente da formação de leitores no Ensino Fundamental. A pesquisa consiste em análise documental de diretrizes, orientações e parâmetros do Ministério da Educação (MEC), que norteiam a prática docente e o currículo, especialmente os que são direcionados aos anos iniciais da Educação Básica; bem como revisão literária de teorias e práticas relativas ao tratamento didático da leitura na sala de aula, com ênfase na perspectiva de ensino pela via dos gêneros discursivos. Como fundamentação teórica, contempla-se como alicerce os estudos de Foucault (2014), Marcuschi (2008), Bakhtin (2011), Geraldi (1984), Cagliari (2010), Soares (1998) e Todorov (1968 e 1980) sobre educação, leitura, ensino de língua portuguesa e literatura.

Author Biography

SARAH SUZANE Bertolli Gonçalves, IF Goiano UFG

Atuo como revisora de textos no IF Goiano, na Reitoria, e sou mestranda em estudos liguísticos do Programa de Letras e Linguística da Universidade Federal de Goiás. Trabalhei sete anos como professora de literatura e atualmente sou formadora de professores da Rede Adventista em Goiás, autora de livros didáticos pela Casa Publicadora Brasileira e escritora de contos. Minha primeira obra publicada, no ano de 2013, tem o título "Rio de Sangue e de Amor & outros contos" e aglutina religião, sociologia, história e literatura. Tenho interesse na leitura e escrita das áreas de educaçaõ e literatura, com foco na linguística aplicada, pela sua inter- transdisciplinaridade.

References

BAKHTIN, M. (2011). Os Gêneros Discursivos. In: Bakthin, M. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes.

BARTHES, R. (1996). O Prazer do Texto. Tradução de J. Guinsburg. 4ª ed., São Paulo: Perspectiva.

________________ (1997). Aula: aula inaugural da cadeira de semiótica literária do Colégio da França. Pronunciada dia 07 de janeiro de 1977. Tradução e posfácio: Leyla Perrone-Moisés. 14ª edição. São Paulo: Cultrix.

BRASIL, (2008). Ministério da Educação e Cultura: Secretaria de Educação Básica. Pró-Letramento: Programa de Formação Continuada de Professores dos Anos/Séries Iniciais do Ensino Fundamental: alfabetização e linguagem . Ed. rev. e ampl. incluindo SAEB/Prova Brasil matriz de referência/ Secretaria de Educação Básica. Brasília.

_______, (1998). Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: língua portuguesa. MEC/SEF.

______. SAEB – 2005. (2007). Primeiros resultados: Médias de desempenho do SAEB/2005 em perspectiva comparada. Acesso em: 10 ago 2015.

________. (1988). Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. Brasília, DF: Senado.

CAGLIARI, L. C. (2010). Alfabetização e Linguística. São Paulo: Scipione.

COSSON, R. (2006). Letramento literário: teoria e prática. São Paulo: Contexto.

CRV-MG. Proposta Curricular: orientações didáticas. Disponível em: http://crv.educacao.mg.gov.br/sistema_crv/INDEX.ASP?ID_OBJETO=23967&ID_PAI=23967&AREA=AREA&P=T&id_projeto=27. Acesso em: 27 jul. 2015.

ECO, U. (1979). Lector in Fabula. Lisboa, Editorial Presença.

____________ (1990). Os Limites da Interpretação. São Paulo, Perspectiva.

FOUCALT, M. (2014). A Arqueologia do Saber. 8ª edição. Rio de Janeiro: Forense Universitária.

GERALDI, J. W. (1984). Prática de leitura de textos na escola. Leitura: Teoria & Prática. Campinas/ Porto Alegre: ALB/ Mercado Aberto, nº 3, jul.

KOCH, I. G. V. (2007).O texto e a construção dos sentidos. 9ª Ed. São Paulo: Contexto.

MARTINS, M. H. (2003). O que é Leitura. São Paulo: Brasiliense. (Coleção primeiros passos; vol. 74).

MESQUITA, D.; CRUVINEL, M. F. (2011). In: LIBÂNEO, José Carlos (org). Didática e Práticas de Ensino: texto e contexto em diferentes áreas do conhecimento. Goiânia: CEPED-PUC-GO.

SOARES, M. (1999). A escolarização da literatura infantil e juvenil. In: EVANGELISTA, Aracy Alves Martins et al (Orgs.). A escolarização da leitura literária: o jogo do livro infantil e juvenil. Belo Horizonte: Autêntica.

_______ (2004). Revista Brasileira de Educação. Letramento e Alfabetização: as muitas facetas. Jan/ Fev/ Mar/ Abr, n. 25.

SOLÉ, I. (1998). Estratégias de Leitura. Porto Alegre: Artmed.

TODOROV, T. (1968). Estruturalismo e Poética. São Paulo: Cultrix.

_________________. (1980). Os Gêneros Discursivos. Tradução: Elisa Angotti Kossovitch. São Paulo: Martins Fontes.

Published

2017-07-24

How to Cite

Gonçalves, S. S. B. (2017). O DISCURSO PEDAGÓGICO DA LEITURA NO ENSINO FUNDAMENTAL: um olhar sobre os documentos oficiais do Ministério da Educação. Multi-Science Journal (ISSN 2359-6902), 1(6), 04-11. https://doi.org/10.33837/msj.v1i6.152

Issue

Section

Technical Communications