Jovens estudantes do campo, histórias em quadrinhos e consciência histórica

Authors

  • Luiz Everson da Silva Universidade Federal do Paraná
  • Adriana Lucinda de Oliveira Universidade Federal do Paraná
  • Éder Dias do Nascimento Seed - Paraná

DOI:

https://doi.org/10.33837/msj.v1i6.184

Abstract

Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa realizada com uma turma de primeiro ano do ensino médio de uma escola do campo da rede pública do estado do Paraná. O objetivo foi observar como esses estudantes dialogam com as representações sociais sobre a juventude rural e o campo a partir de uma história em quadrinhos específica de Chico Bento. Nesse quadro, tendo como referência a produção teórica sobre consciência histórica de Jörn Rüsen; a relação entre sujeito e representações, foi interpelada como resultante das operações da consciência histórica, como coeficiente que permite aos indivíduos interpretar o mundo e a si mesmo, configurando parâmetros orientadores da vida prática no tempo. Nesse contexto, as interpretações dos estudantes foram compreendidas como especificidades do espaço no qual estão inseridos. Os resultados da pesquisa permitem compreender os distanciamentos, aproximações e diálogos do grupo pesquisado com os argumentos apresentados por Maurício de Souza Produções

Author Biographies

Luiz Everson da Silva, Universidade Federal do Paraná

Graduado em química pela Fundação Universidade Regional de Blumenau – FURB, professor da Universidade Federal do Paraná – Setor Litoral. Possui mestrado em química pela Fundação Universidade Regional de Blumenau – FURB, Doutorado em química pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.

Adriana Lucinda de Oliveira, Universidade Federal do Paraná

Graduada em serviço social pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, professora da Universidade Federal do Paraná – Setor Litoral. Possui mestrado em desenvolvimento sustentável pela Fundação Universidade Regional de Blumenau – FURB, mestrado em serviço social  pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, doutora em politicas publicas. Atua na pesquisa sobre juventude e mercado de trabalho.

Éder Dias do Nascimento, Seed - Paraná

Graduado em historia pela Universidade Estadual do Centro-oeste – UNICENTRO. Professor efetivo da secretária de estado da educação do Paraná. Especialista em educação do campo pela Universidade Federal do Paraná – Setor Litoral

References

REFERENCIAS BILIOGRÁFICAS

ALVES, Ronaldo Cardoso. (2012). Aprender História com sentido para vida: consciência histórica em estudantes brasileiros e portugueses. Tese (Doutorado em Educação). Universidade do Estado de São Paulo – USP, São Paulo, SP.

ARROYO, Miguel Gonzáles. (2008). Os desafios da construção de políticas públicas para a educação do campo. In: Caderno temático: educação do campo. Secretaria de estado da educação do Paraná/Superintendência da educação departamento de ensino fundamental. Curitiba, PR..

BONIFÁCIO, Selma de Fátima. (2005). História e(m) quadrinhos: análises sobre a história ensinada na arte sequencial. Dissertação (Mestrado em Educação).Universidade Federal do Paraná- UFPR, Paraná, PR.

BONIFÁCIO, Selma de Fátima. Cerri, Luis Fernando. (2005). Historias em quadrinhos: conhecimento histórico e comunicação de massa no espaço escolar. In: XXIII Simpósio Nacional de História, Londrina, PR.

CERRI, Luis Fernando. (2011a).Cartografias Temporais: metodologias de pesquisa da consciência histórica. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 36, n. 1. Jan./abr. Disponível em: http://www.ufrgs.br/edu_realidade Acesso: 09/10/2015.

___________________. (2011b.Ensino de História e consciência histórica: Implicações didáticas de uma discussão contemporânea. Rio de Janeiro: Editora FGV.

___________________. (2011c).Os conceitos de consciência histórica e os desafios da Didática da História. Revista de História Regional, Ponta Grossa, PR, v. 6, n.2, p. 93-112.

CASTRO, Elisa Guaraná.(2009). Juventude rural no Brasil: processos de exclusão e a construção de um ator político. Rev. latino americana. Cienc. Soc.niñez juv 7(1): 179-208.

CARVALHO, Raquel Alves de. (2011).A construção da identidade e da cultura dos povos do campo, entre o preconceito e a resistência: o papel da educação. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Metodista de Piracicaba, Minas Gerais, MG.

DAYRELL, JUAREZ. (2007). A escola “faz” as juventudes? Reflexões em torno da socialização juvenil. Cedes. Educ. Soc., Campinas, vol. 28, n. 100 - Especial p. 1105-1128.

FENANDES, Bernardo Mançano.(2004). Diretrizes de uma caminhada. In: GALDART, Roseli Salete. ARROYO, Miguel Gonzáles. MOLINA, Mônica Molina. FENANDES, . Bernardo Mançano (Orgs). Por uma educação do campo. Petrópolis, Rio de Janeiro, Vozes.

FARIAS, Ana Elizabete Moreira. (2010). Cultura histórica, ensino de história e múltiplos saberes. Saeculum - REVISTA DE HISTÓRIA [22]; João Pessoa, jan./ jun.

FLORES, Élio Chaves. (2007). Dos feitos e dos ditos: história e cultura histórica. Saeculum – REVISTA DE HISTÓRIA[16]; João Pessoa, jan/jun.

GALDART, Roseli Salete. ARROYO, Miguel Gonzáles. MOLINA, Mônica Molina. FENANDES, Bernardo Mançano (Orgs). (2004).Por uma educação do campo. Petrópolis, Rio de Janeiro, Vozes.

HITA, Maria Gabriela. Igualdade, identidade e diferença(s).(2002). In: ALMEIDA, Heloísa B. et alli (orgs). Gênero em Matizes. Bragança Paulista, Universidade São Francisco. (Coleção estudos CPAPH, Série História e Ciências Sociais) p.319-351.

JODELET, D. Representações Sociais: um domínio em expansão. In: JODELET, D. (org.) As Representações sócias. Rio de Janeiro: Eduerj, 2001.

JUNIOR, Astrogildo Fernandes da Silva. (2012) Identidades e consciência histórica de jovens estudantes e professores: um estudo em escolas do meio rural e urbano. Tese (Doutorado em educação). Universidade Federal de Uberlândia – UFU, Minas Gerais, MG.

JUNIOR, Astrogildo Fernandes da Silva . (2010) Consciência histórica, identidade e ensino de história em escolas do meio rural. Interfaces da Educ. Paranaíba. v. 1. n. 3. p.34-47.

JUNIOR, Astrogildo Fernandes da Silva .(2010) Consciência histórica e identidades de jovens estudantes de uma escola do meio rural. Anais do II Seminário de Pesquisa do NUPEPE Uberlândia/MG p. 558-573.

LISBOA, Teresa Kleba. (2003) Constituindo identidades, afirmando diferenças – mulheres migrantes caboclas e a aculturação no espaço urbano. Trabalho apresentado no II Seminário Internacional de Educação Intercultural, Gênero e Movimentos Sociais: Identidade, diferenças e mediações. Florianópolis.

LOURO, Guacira Lopes. (1997) Gênero, Sexualidade e Educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis: vozes.

PROCÓPIO, Mariana Ramalho. (2008) O ETHOS DO HOMEM DO CAMPO NOS QUADRINHOS DE CHICO BENTO. Dissertação (Lingüística do Texto e do Discurso). Faculdade de Letras de Belo Horizonte - UFMG, Minas Gerais, MG.

RUSEN, Jorn. (2010a) Razão histórica – teoria da história: fundamentos da ciência história. Brasília: Editora Universidade. Brasília: Editora Universidade Brasília.

___________________.(2010b) O desenvolvimento da competência narrativa na aprendizagem histórica. In: SCHIMIDT, Maria Auxiliadora; BARCA, Isabel; MARTINS, Estevão de Rezende (Orgs.). Jorn Rusen e o ensino de História. Curitiba: Ed. UFPR.

STROPASOLA, Valmir Luis. (2003) O movimento ( migratório) da juventude rural: em busca do reconhecimento social e da cidadania. Grifos, Chapecó/SC, v. 14.

WIEVIORKA, Michel. (2002) A diferença. Lisboa (Portugal). Fenda, p.131-198

Published

2017-07-24

How to Cite

da Silva, L. E., de Oliveira, A. L., & do Nascimento, Éder D. (2017). Jovens estudantes do campo, histórias em quadrinhos e consciência histórica. Multi-Science Journal (ISSN 2359-6902), 1(6), 17-27. https://doi.org/10.33837/msj.v1i6.184

Issue

Section

Technical Communications