Utilização de modelo didático como ferramenta facilitadora na disciplina de Biologia para alunos de Ensino Médio em uma escola pública de Pires do Rio – GO

Joice Gomes de Queiroz, Thalita Teresinha de Sousa, Luciana Aparecida Siqueira Silva, Guilherme Malafaia

Abstract


Recentemente tem-se investigado sobre métodos de ensino e aprendizagem, que despertem a participação, motivação e compreensão dos conteúdos trabalhos em sala de aula. Nessa perspectiva, uma das grandes dificuldades encontradas pelos professores de Ciências e/ou Biologia tem sido, na maioria das vezes o modo de apresentar os conteúdos nas aulas, uma vez que o ensino de ciência traz em seus conteúdos conceitos que são de difícil compreensão pelos alunos. Tais metodologias são necessárias para facilitar a compreensão dos alunos, como é descrito no PCN+ (BRASIL, 2002) “favorecem o desenvolvimento espontâneo criativo dos alunos e permitem ao professor ampliar seu conhecimento de técnica ativas de ensino”. Dessa forma, o presente trabalho teve como objetivo avaliar o processo de aprendizagem com o uso de modelos didático-pedagógico de células sanguíneas, entre três turmas do 1º ano do Ensino Médio em uma Escola Estadual do Município de Pires do Rio/GO. O trabalho é fruto de uma integração entre as atividades de desenvolvimento de modelo didático-pedagógico de células por aluna de Graduação em Licenciatura do Curso de Ciências Biológicas, orientada pela professora supervisora. As turmas foram divididas em grupos, nos quais cada componente ficou responsável por levar o material para confecção do modelo didático, com o intuito de diminuir o custo benefício sob cada aluno. Como base para a montagem utilizamos uma bandeja de isopor, além de cola, massinha de modelar e caneta para identificação dos componentes. Sendo assim, a partir da análise das reações, atitudes e diálogos dos alunos durante o desenvolvimento da prática, percebeu-se que modelos são positivos para o ensino de ciências, visto que o envolvimento dos alunos na dinâmica da confecção até o resultado final promove um aprendizado significativo em relação a conceitos que eles possuíam muita dificuldade em assimilar. Com isso modelos didático-pedagógicos são ferramentas chave para um ensino inovador e diferenciado do modelo tradicionalista de ensino. Portanto, percebe-se a devida importância da construção de modelos para serem utilizados nas aulas, diante disso, o professor perceberá que prenderá a atenção de seus alunos, que são instigados a pesquisar e a produzir.




DOI: http://dx.doi.org/10.33837/msj.v1i11.551

Refbacks

  • There are currently no refbacks.

Comments on this article

View all comments




Copyright (c) 2018 Joice Gomes de Queiroz, Thalita Teresinha de Sousa, Luciana Aparecida Siqueira Silva, Guilherme Malafaia

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexed in:

          

A publication of the "Diretoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação", IFGoiano - Campus Urutaí

 

  

 Licença Creative Commons

License: Creative Commons - Attribution 4.0 International.