AVALIAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA E MICROBIOLÓGICA DE GOIABA (Psidium guajava) REVESTIDA COM COBERTURA COMESTÍVEL À BASE DE O-CARBOXIMETILQUITOSANA E ÓLEO ESSENCIAL DE ORÉGANO (Origanum vulgare)

Luana Rodrigues Tavares, Priscilla Prates de Almeida, Miquéias Ferreira Gomes

Abstract


A goiaba (Psidium guajava) é um fruto tropical climatérico, caracterizado por altas taxas de respiração e vida útil reduzida após a colheita. A senescência do fruto é rápida (ocorre em até quatro dias) e ocasiona perda de atributos de qualidade física, sensorial e nutricional, além de comprometer o prazo de transporte e armazenamento. Dessa forma, o desenvolvimento de técnicas que aumentem sua vida pós-colheita é uma necessidade. Os objetivos deste trabalho foram o recobrimento de goiabas com coberturas comestíveis à base de O-carboximetilquitosana e óleo essencial de orégano e avaliação das características físicas, químicas e microbiológicas do fruto antes e após o tratamento, no período de 17 dias de armazenamento. A utilização das coberturas foram eficientes para a redução da perda de massa dos frutos em até 81 %, além de variações nos valores de pH, acidez titulável e teor de umidade. Os resultados das análises microbiológicas de contagem de bolores e leveduras demonstraram redução na velocidade de crescimento microbiano nas frutas revestidas, quando comparado às frutas sem cobertura.


Keywords


goiaba, coberturas comestíveis, O-carboximetilquitosana, óleo de orégano, vida útil.

References


ABREU, C. M. P.; XISTO, A. L. R.; CORREA, A.D.; SANTOS, D.; CARVALHO, J. G.; Vitamina C em Goiabas “Pedro Sato” Submetidas a Aplicação de Cloreto de Cálcio Armazenadas em Temperatura Ambiente. Anais XVII Congresso Brasileiro de Fruticultura, 2007.

ASSIS, A. S. BIOCONVERSÃO DE RESÍDUOS DE CAMARÃO LITOPENAEUS VANNAMEI (BOONER, 1931) PARA PRODUÇÃO DE BIOFILME DE QUITOSANA. Departamento de Nutrição da Universidade Federal de Pernambuco, Recife – PE, Brasil. Volume 9(5), Outubro de 2008.

ASSIS, O. B. G.; BRITO, D.; FORATO, L. A. 2009. O uso de biopolímeros como revestimentos comestíveis protetores para conservação de frutas in natura e minimamente processadas. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento. São Carlos, Embrapa Instrumentação Agropecuária, 23 p.

ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTRY. Official methods as analysis of the association of official analytical chemistry. 14a ed. Washington, 1984.

ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTRY. Official methods as analysis of the association of official analytical chemistry. 16a. ed. Washington, 1997.

AZEVEDO. V. V. C. Quitina e Quitosana: aplicações como biomateriais. Unidade Acadêmica de Engenharia de Materiais. Campina Grande – PB, Brasil. 2008.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução normativa n. 01, de 7 de janeiro de 2000. Aprova padrões de identidade e qualidade para polpas de frutas. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 10 jan. 2000. Seção 1, p. 54.

CERQUEIRA, T. S.; JACOMINO, A. P.; SASAKI, S. S.; ALLEONI, A. C. C. Recobrimentos de goiabas com filmes protéicos e de quitosana. Tecnologia de pós-colheita. Campinas. v. 70, n. 1, p. 216 – 221, 2011.

CHAVES, M. C. V; GOUVEIA, J. P. G; ALMEIDA, F, A. C; LEITE, J. C. A; SILVA, F. L. H. Caracterização físico-química do suco da acerola. Revista de Biologia e Ciências da terra, v. 4, n. 2. 2004.

CHITARRA, M. I. F.; CHITARRA, A. B. Pós- colheita de Frutos e Hortaliças. Fisiologia e manuseio. 2ed. Lavras: FAEPE, 2005.

DEBEAUFORT, F.; QUEZADA-GALLO, J. A.;VOILLEY, A. 1998. Edible films and coatings: tomorrow’s packagings: a review. Critical Reviews in Food Science, 38(4):299-313.

GONTARD, N.; GUILBERT, S. 1996. Bio-packaging: technology and properties of edible and/or biodegradable material of agricultural origin. Boletim SBCTA, 30(1):3-15.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz. v. 1: Métodos químicos e físicos para análise de alimentos, 3. ed. São Paulo: IMESP, 2008. p.27-28.

JUNIOR, E. B.; MONARIM, M. M. S.; CAMARGO, M.; MAHL, C. E. A.; SIMÕES, M. R.; SILVA, C. F. 2010. Efeito de diferentes biopolímeros no revestimento de mamão (Caricapapaya L) minimamente processado. Revista Varia Scientia Agrárias, 1(1):131-142.

LIMA, M. A. C.; ASSIS, J. S.; GONZAGA NETO, L. Caracterização dos frutos de goiabeira e seleção de cultivares na região do Submédio São Francisco. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal - SP, v. 24, n. 1, p. 273-276, abril 2002.

LIMA, M. S. Efeito da sanitização e da embalagem na qualidade de goiabas (PsidiumGuajava L.) cv. Paluma minimamente processada. Dissertação de mestrado. Programa de Pós-graduação do Centro de Ciências da Saúde da Universidade. Federal de Pernambuco. Recife: 2005.

MAIA, L. H.; PORTE, A.; SOUZA, V. F. 2000. Filmes comestíveis: aspectos gerais, propriedades de barreira a umidade e oxigênio. Boletim do Centro de Pesquisa de Processamento de Alimentos, 18 (1):105-128.

MARCOS S, R. 2001. Desenvolvimento de Tomate de Mesa, com o Uso do Método Q. F. P. (Quality Function Deployment) Comercializado em um Supermercado. Campinas: UNICAMP. 200p. (Tese doutorado).

MERCADO-SILVA, E.; BAUTISTA, P. B.; GARCIA-VELASCO, M. A. Fruit development, harvest index ripening changes of guavas produced in central Mexico. Post harvest Biology and Technology, v.13, p.143-150, 1998.

NASCIMENTO, P. F. C.; NASCIMENTO, A. C.; RODRIGUES, C. S.; ANTOLIOLLI, A, R.; SANTOS, P. O.; BARBOSA JUNIOR, A. M.; TRINDADE, R. C. Antimicrobial activity of the essentials oils: a multifactor approach of the methods. Revista Brasileira Farmacognosia, v. 17, n. 1, p. 108-113, 2007.

NAZER, A. I.; KOBILINSKY, A.; THOLOZAN, J. I.; DUBOIS-BRISSONET, F. Combinations of food antimicrobials at low levels to inhibit the growth of Salmonella sv. Typhimurium: a synergistic effect. Food Microbiology, v. 22, n. 4, p. 391-398, 2005.

RABEA, E. I.; BADAWY, M. E.; ROGGE, T. M.; STEVENS, C. V.; HOFTE, M.; STEURBAUT, W.; SMAGGHE, G. Insecticidal and fungicidal activity of new synthesized chitosan derivatives. Pest Management Science. v. 61, p. 951-960, 2005.

RHAYOUR, K.; TANTAOUI-ELARAKI, A.; BOUCHIKHI, T.; REMNAL, A. The mechanism of bactericidal action of oregano and clove essential oils and of their phenolic major components on Escherchia coli and Bacillus subtilis. Journal of Essential Oil Research, v. 15, n. 5, p. 356-362, 2003.

RIBEIRO, C. L. Síntese e caracterização da O-carboximetilquitosana: avaliação da citotoxicidade e da formação de biofilme de Candida sp. Dissertação (Ciências Moleculares), Universidade Estadual de Goiás, Anápolis, 2013.

SILVA, J. P. L. et al. Effects of oregano essential oil and nisin on growth of gram positive and gram negative foodborne pathogens. In: INTERNATIONAL ASSOCIATION FOR FOOD PROTECTION ANNUAL MEETING, 92., 2007, Baltimore.

SOARES, D. S. B. Influência do pH e da irradiação em filmes biodegradáveis de proteínas do soro de leite. 2012. 92f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia deAlimentos) – Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2012.

YAMASHITA, F.; BERNASSI, M. T. Influencia de diferentes embalagens de atmosfera modificada sobre aceitação de goiabas brancas de mesa (PsidiumguajavaL.) var. Kumagai, mantidas sob refrigeração. Alimentos e Nutrição, v. 9, n. 1, p. 9-16, 2009.

ZHU, A. P.; FANG, N.; PARK, M. B. C.; CHAN, V. Interaction between O-carboxymethylchitosan and dipalmitoyl-sn-glycero-3-phosphocholine bilayer. Biomaterials, v. 26, n. 34, p. 6873-6879, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.33837/msj.v1i13.590

Refbacks

  • There are currently no refbacks.

Comments on this article