Avaliação da potencialidade antioxidante e citotóxica do "Específico pessoa" encontrado em feira livre de Ji-Paraná (RO)

Rauldenis Almeida Fonseca Santos, Guilherme de Andrade Prudencio

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo avaliar o perfil fitoquímico, a atividade citotóxica e o potencial antioxidante da garrafada “específico pessoa” vendido em feira livre da cidade de Ji-Paraná (RO), comercializado como antídoto para veneno de diferentes animais como cobras, escorpiões e aranhas. O trabalho revelou que o extrato do “específico pessoa” não apresenta citotóxicidade quando avaliado pelo método de letalidade frente Artemia salina (LD50 >1000 μg.mL-1) e não possui atividade antioxidante significativa quando avaliado pelo método de DPPH (IC50 >1000μg.mL-1).


Palavras-chave


Garrafada; tintura; específico pessoa; testes in vitro

Texto completo:

PDF

Referências


Alves, C. Q., David, J. M., David, J. P., Bahia, M. V., Aguiar, R. M. (2010). Métodos para determinação de atividade antioxidante in vitro em substratos orgânicos. Química Nova, 33(10), 2202-2210.

Anderson, Ø. M., Markham, K. R. (2006). Flavonoids: chemistry, biochemistry, and applications. New York: Taylor & Francis Group. ISBN 0-8493-2021-6.

Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária (2018). Formulário de Fitoterápicos. Farmacopeia Brasileira (1ª ed.) Primeiro Suplemento.

Balunas, M. J., Kinghorn, A. D. (2005). Drug discovery from medicinal plants. Life Sciences, 78(5), 431-441.

Carvalho, A. C. B., et al. (2012). Regulação Brasileira em Plantas Medicinais e Fitoterápicos. Revista Fitos, 7(1), 5-16.

Da Silva, A. J. M., Mattos, F. J. A., Silveira, E. R. (1997). 4’-dehydroxyeacabenegrin A-I from roots of Harpalyce brasiliana. Phytochemistry, 46(6), 1059-1062.

Da Silva, A. J. M., et al. (2004). Synthesis and pharmacological evaluation of prenytated and benzylated pterocarpans against snake venom. Bioorganic & Medicinal Chemistry Letters, 14(2), 431-435.

Da Silva, T. P., et al. (2017). Espécies vegetais utilizadas no bloqueio da atividade hemorrágica induzida pelos venenos de serpentes do gênero Bothrops sp.: uma revisão da literatura. Scientia Amazonia, 6(2), 36-57.

Kinghorn, A. D., et al. (2003). Novel strategies for the discovery of plant-derived anticancer agents. Pharmaceutical Biology, 41(S.1.), 53-67.

Marini-Bettolo, G. B., Nicoletti, M., Patamia, M. (1981). Plant Screening By Chemical And Chromatographic Procedures Under Field Conditions. Journal of Chrontatography, 213(1), 113-127.

Matos, F. J. A. (1988). Introdução a Fitoquímica Experimental, (2ª ed.) Fortaleza: editora UFC.

Melo, P. A., et al. (2010). Ability of a synthetic coumestan toantagonize Bothrops snake venom activities. Toxicon, 55(2-3), 488-496.

Meyer, B. N., et al. (1982). Brine Shrimp - A convenient General Bioassay for Active Plant Constituents. Planta Medica, v. 45(5), 31-34.

Militão, C. G., et al. (2007). Bioassay-guided fractionation of pterocarpans from roots of Harpalyce brasiliana Benth. Bioorg. Med. Chem., 15(21), 6687-6691.

Nakagawa, M., Nakanishe, K., Darko, L. L., Vick, J. A. (1982). Strutures of cabenegrins A-I anda A-II, potente anti snak venons. Tertahedron Lett., 23(38), 3855-3858.

Parra, A. L., Yhebra, R. S., Sardiñas, I. G., Buela, L. I. (2001). Comparative study of the assay of Artemia salina L. and the estimate of the medium lethal dose (LD50 value) in mice, to determine oral acute toxicity of plant extracts. Phytomedicine, 8(5), 395-400.

Pereira, N. A., Jaccoud, R. J., Mors, W. B. (1996). Triago Brasilica: renewed interest in a seventeeth-century panacea. Toxicon, 34(5), 511-517.

Reichert, A. M., et al. (2014). Biochemical alterations inducide of phytoterapic tincture with antiophidic activity in male wistar rats. African Journal of Pharmacy and Pharmacology, 8(28), 737-746.

Ryes-Chilpa, R., et al. (1994). Preliminary results on the protective effect of edunol, a pterocarpan from Brongniartia podalyrioides (Leguminosae), against Bothrops atrox venom in mice. J. Ethnopharmacol, 42(3), 199-203.

Rodrigues, A. G., De Simoni, C. (2010). Plantas medicinais no contexto de políticas públicas. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, 31(255), 7-12.

Ximenes, R. M. (2009). Avaliação da atividade da Cabenegrina A-II frente às alterações bioquímicas e hematológicas e aos efeitos pressóricos induzidos pelo veneno de Bothrops jararacuçu em ratos. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Brasil.




DOI: http://dx.doi.org/10.33837/msj.v2i2.898

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo