Implantação de sistemas de compartilhamento de bicicletas no contexto brasileiro: aspectos norteadores

Philippe Barbosa Silva, Adriana Modesto de Sousa, Rodrigo Azevedo Cruz de Oliveira, Fabiana Serra de Arruda

Resumo


O presente estudo tem como objetivo principal fornecer aspectos norteadores para implantação de sistemas de compartilhamento de bicicletas para a realidade brasileira. Para tanto, buscou-se parâmetros já utilizados em outros contextos e experiências exitosas do serviço. Para a confecção da proposta de metodologia para o contexto brasileiro, que basicamente avalia a viabilidade técnica e financeira de implantação do sistema de compartilhamento de bicicletas e os elementos estruturais necessários para tal sistema, tomou-se como referências documentos institucionais e literatura científica especializada. Há diversos apontamentos pertinentes existentes nas metodologias e experiências analisadas, carecendo, no entanto, de adaptação para a realidade do Brasil. O presente estudo permitiu, portanto, delinear as diretrizes para implantação de um sistema de compartilhamento de bicicletas nesse contexto. Dois eixos principais devem ser analisados: Viabilidade e Estrutura. No primeiro eixo, área de cobertura, análise de demanda, fatores ambientais e culturais, análise de viabilidade financeira e análise de riscos são alvos de avaliação. Já os aspectos estruturais perpassam pela infraestrutura cicloviária (ciclovias e ciclofaixas), veículo (bicicletas) e estações. Destaca-se ainda que, no contexto brasileiro a infraestrutura cicloviária, tarifa e sistemas de segurança são particularidades de importante consideração.

Palavras-chave


Cidades brasileiras; Implantação de bike-sharing system; Ciclovias

Texto completo:

PDF

Referências


Amorim, L. C., Oliveira, G. M., & Silva, A. N. R. (2014). Uma visão de mobilidade urbana sustentável segundo o discurso de pesquisadores e técnicos/gestores. In Anais do XXVIII Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes (ANPET), Curitiba, Brasil, 24-28 Novembro 2014 (pp. 24-28).

Batista, E. A. D. (2010). Bicycle Sharing in Developing Countries: A proposal towards sustainable transportation in Brazilian median cities. (Master Thesis). Royal Institute of Technology, Stockholm.

BH Trans (2013). Termo de Referência. Belo Horizonte: Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte.

Cadena, R. P., Andrade, M. O., & Brasileiro, A. (2014). A necessidade da regulação do aluguel de bicicletas como serviço público complementar ao transporte urbano. In Anais do XXVIII Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes (ANPET), Curitiba, Brasil, 24-28 Novembro 2014 (pp. 1-12).

Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (2013). GUIA DE PLANEJAMENTO DE SISTEMAS DE BICICLETAS COMPARTILHADAS. Rio de Janeiro: ITDP.

Melo, M. F. S. (2013). Sistema de bicicletas públicas: uma alternativa para promoção da mobilidade urbana sustentável no município de Recife. (Dissertação de mestrado). Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

Ministério das Cidades (2007). Programa Brasileiro de Mobilidade por Bicicleta – BICICLETA BRASIL. Caderno de referência para elaboração de Plano de Mobilidade por bicicletas nas Cidades. Brasília: Secretaria Nacional de Transporte e Mobilidade Urbana.

Santander Cycles (2018). Santander Cycles – Transport of London. Disponível em: . Acesso em: 02/06/2018.

Secretaria de Mobilidade do Distrito Federal (2013). Estudos de Transporte para Exploração do Sistema de Bicicletas de Aluguel no DF – Relatório de demanda, rotas e estudos socioeconômicos. Brasília: Secretaria de Mobilidade do Distrito Federal.

UN-Habitat (2013). Planning and Design for Sustainable Urban Mobility: Policy Directions. Nairobi, Kenya: United Nations Human Settlements Programme.

Vasconcellos, E. A. (2008). Transportes e Meio Ambiente: conceitos e informações para análise de impactos. São Paulo: Editora AnnaBlume.

Velib’ (2018). VELIB` Métropole. Disponível em: . Acesso em: 02/06/2018.

Xavier, G. N. A. (2007). O cicloativismo no Brasil e a produção da lei de política nacional de mobilidade urbana. Revista Eletrônica dos Pós-Graduandos em Sociologia Política da UFSC, 2(2), 16-21.

Zhang, Y. (2011). Evaluating performance of bicycle sharing system in Wuhan, China. (Master Thesis). University of Twente, Netherlands.

Zunino, L. R. (2007) Parque vivencial como ferramenta educacional de incentivo à mobilidade sustentável. (Tese de Doutorado). Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.




DOI: http://dx.doi.org/10.33837/msj.v2i2.904

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários




Direitos autorais 2019 Philippe Barbosa Silva, Adriana Modesto de Sousa, Rodrigo Azevedo Cruz de Oliveira, Fabiana Serra de Arruda

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Indexada nas seguintes bases:

 

          

Uma publicação da Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação do IFGoiano - Câmpus Urutaí

 

  

 Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.