Reader Comments

macho man

by rc rc (2020-03-24)


Ejaculação precoce – Wikipédia, a enciclopédia livre

Como maneiras preventivas há sempre a possibilidade de se reduzir o estresse através de atividades físicas e de lazer. As causas podem ser diversas, como traumas psicológicos, ansiedade, estresse, alteração de níveis de hormônios sexuais, alteração no nível de neurotransmissores (como a serotonina), problemas de tireoide, infecção, dentre outros.

Assim, o facto de a ejaculação ocorrer de forma prematura pode não interferir muito na sensação orgasmática do homem. O diagnóstico e estudo da ejaculação precoce é feito, habitualmente, pelo médico urologista (especialista em urologia). Antidepressivos podem ser úteis porque um de seus efeitos colaterais é prolongar o tempo necessário para chegar à ejaculação. No entanto, esses medicamentos devem ser receitados por especialistas, como urologistas ou psiquiatras. Você também pode aplicar uma pomada anestésica native no pênis para reduzir o estímulo.

Vários autores sugerem que a ansiedade ativa o sistema nervoso simpático e reduz o limiar ejaculatório, como resultado de uma fase de emissão precoce no ciclo da ejaculação. As técnicas comportamentais foram a base do manejo da EP por muitos anos, embora a evidência de sua eficácia a curto prazo seja limitada. Alguns homens utilizam-se de abordagens de autoajuda adquiridas por experiência pessoal, biblioterapia (livros) ou pesquisa na internet. A idade period tradicionalmente considerada como um fator causal da EP, presumindo-se que os homens mais jovens apresentassem mais problemas. No entanto, pesquisas mais recentes sugeriram que esse efeito da idade foi sobremaneira exagerado, ou que a idade pode até estar associada à EP de modo negativo.

A consulta só vale a pena se os eventos ocorrerem com certa frequência. A secundária é quando a ejaculação precoce ocorre depois de algum problema ou trauma. Esses problemas podem ser doenças como hipertiroidismo, fimose, hipersensibilidade da glande e também problemas neurológicos, psicológicos ou advindos de medicamentos.

ejaculação precoce

Isso mostra como a questão psicológica está relacionada ao problema. Por isso, médicos podem indicar antidepressivos para retardar a ejaculação. Compreensão e diáemblem são fundamentais, por isso peça ajuda a sua parceira. Com boa vontade por parte de ambos, o problema pode ser resolvido muito mais facilmente. Caso as técnicas não funcionem, você sempre terá a ajuda de profissionais que podem recomendaralgum tratamento médico mais específico para o seu caso.

Ejaculação precoce secundária – surge em determinado período específico da vida sexual da pessoa, pressupondo uma experiência ejaculatória préthrough regular. Ejaculação precoce primária ou vital macho man funcionaícia - surge desde o início da atividade sexual e manifesta-se em todas ou quase todas as relações sexuais; presente em cerca de 25% dos casos de ejaculação prematura.

Os homens que padecem de ejaculação prematura não devem ter qualquer tipo de vergonha em procurar o médico urologista, de modo a instituir um plano de tratamento. Na atualidade, os tratamentos disponíveis permitem tratar eficazmente uma larga maioria dos casos, conforme veremos adiante com maior detalhe.

Ejaculação precoce pode também ser definida como a ejaculação que ocorre em menos de 2 minutos após a penetração ou em menos de 10 impulsões. Já a ejaculação retardada é um outro problema de saúde e significa uma falha persistente da ejaculação, na presença de uma ereção satisfatória, é a inibição do reflexo ejaculatório. Apesar de a ejaculação precoce não causar problemas mais sérios à saúde, podem levar a complicações na vida pessoal do paciente, como dificuldades em relacionamentos, geralmente relacionadas ao estresse causado pelo problema. Além disso, ejaculação precoce pode causar problemas também de fertilidade.

Também conhecida como Ejaculação Rápida, a Ejaculação Precoce é uma das principais disfunções ejaculatórias que acometem os homens. Apesar de comum, há ainda muito pouca informação sobre seu mecanismo e suas causas. Os pacientes, muitas vezes, estão indispostos a discutir seus sintomas, e muitos médicos não têm conhecimento sobre tratamentos efetivos. Um em cada três homens tem algum sintoma definidor de ejaculação precoce, no entanto, ainda é grande a resistência masculina em procurar auxílio médico, o que pode afetar negativamente sua qualidade de vida e sua relação conjugal. Em uma relação sexual regular, a excitação aumenta progressivamente até a fase de platô (estabilização), desfrutando o prazer sexual para o momento do clímax voluntariamente.

O distúrbio pode acompanhar o indivíduo desde o início de sua vida sexual ou se manifestar mais tarde, tendo várias causas e sendo uma delas a ansiedade, não só para o sexo, mas também em outras áreas da vida. Nos casos em que a ejaculação precoce acontece de forma repetitiva ou recorrente, é importante que seja consultada a opinião de um urologista para indicar um tratamento adequado. A ejaculação precoce é uma condição na qual o paciente ejacula prematuramente ou não tem controle sobre o tempo ejaculatório. Não deve ser confundida com a disfunção erétil, na qual não é possível estabelecer e manter uma ereção durante o ato sexual. A ejaculação precoce pode ser dividida em situacional (quando depende da situação) ou world (quando ocorre em todos os casos, independentemente do parceiro e/ou situação).