A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Página inicial > Últimas Notícias Rio Verde > Vapor de água liberado da Floresta Amazônica é tema de palestra
Início do conteúdo da página

Vapor de água liberado da Floresta Amazônica é tema de palestra

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Quarta, 04 de Novembro de 2015, 17h40 | Última atualização em Segunda, 09 de Novembro de 2015, 10h08 | Acessos: 763

O aviador Gérard Moss, do Projeto Rios Voadores, esteve no Câmpus Rio Verde para ministrar palestra sobre o fenômeno meteorológico chamado de “rios voadores” ou “rios aéreos.

Gérard Moss - aviador ambientalista
Gérard Moss - aviador ambientalista

 

O fenômeno consiste no transporte do vapor de água transpirada pela Floresta Amazônica por massas de ar. Vapor esse que chega a outras regiões do Brasil, como Sudeste, Sul e Centro-Oeste em forma de chuva.

As pesquisas relacionadas a esse fenômeno surgiram com a criação do Projeto Rios Voadores no ano de 2007. Gérard Moss equipou um avião de pequeno porte com sistema de captação de água para ajudar nos estudos. Com essa aeronave, o explorador ambiental percorre todas as regiões do País sobrevoando rios, lagos e a floresta de um modo geral. “A cada voo visualizamos um pedaço da floresta que virou pasto”, lamenta Gerard.

Segundo ele, o dado animador é a quantidade de água que a floresta coloca na atmosfera em forma de vapor, corresponde a 20 trilhões de litros de água por dia, mas o que preocupa é o desmatamento que incide diretamente na queda dessa produção de água.

De acordo com Gérard, as pesquisas mostram que em julho deste ano a área desmatada da floresta foi 50% maior que no mesmo período do ano passado. Julho também foi o mês mais quente da história da humanidade.

Para o aviador, a solução para os problemas climáticos do planeta pode estar no Brasil, uma vez que é considerado campeão mundial de chuvas, levando em conta que grande parte cai na Amazônia, onde está o Rio Amazonas que sozinho representa 20% da água doce do planeta.

A palestra foi acompanhada por estudantes e professores de cursos superiores e técnicos.

 

Assessoria de Comunicação Social

Fim do conteúdo da página