A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Página inicial > Últimas Notícias Rio Verde > IF Goiano aprova 11 projetos no Edital mais concorrido do CNPq
Início do conteúdo da página

IF Goiano aprova 11 projetos no Edital mais concorrido do CNPq

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Segunda, 12 de Dezembro de 2016, 19h03 | Última atualização em Quinta, 15 de Dezembro de 2016, 10h15 | Acessos: 1198

O resultado coloca a Instituição na primeira classificação entre as demais da Rede Federal de Educação Tecnológica. Foram mais de 21 mil propostas submetidas na edição de 2016.  

O Campus Rio Verde e a Rede Arco Norte aprovaram juntas 8 propostas. O destaque ficou por conta das pesquisadoras que, a cada dia consolida sua força na pesquisa institucional. Dos 8 projetos aprovados, 7 são delas: Fernanda Farnese, Mariana Buranelo Egea, Mayra Martins Lima, Valdnéa Casagrande Dalvi e Tania Regina Vieira, do Campus Rio Verde;  Agna Rodriges e Giselle Camargo Mendes, da Rede Arco Norte. A oitava proposta é do professor  Jefferson Moretto (transferido recentemente para a Universidade Federal do Mato Grosso).

De acordo com o diretor de pesquisa e pós-graduação do campus, professor Alan Carlos Costa, o resultado confirma a importância de se investir na verticalização do ensino, na melhoria da infraestrutura  e, sobretudo, na contratação e investimento em qualificação de docentes e técnicos administrativos. O diretor destaca também outras ações que resultam na produção de novos conhecimentos e formação de qualidade de estudantes no ensino médio e técnico, superior e na pós-graduação, como, como realização de simpósios e congressos de alto nível.

Professor Alan aproveita para parabenizar a todos os docentes que aceitaram o desafio de submeter seus projetos ao Edital mais concorrido do CNPq e agradece aqueles que obtiveram aprovação. “O financiamento desses projetos amplia e melhora a capacidade dos grupos de pesquisas no sentido de gerar novos conhecimentos, contribuindo de forma ímpar na formação e qualificação dos estudantes que estarão envolvidos nos projetos ou utilizarão a infraestrutura implantada”.

CNPq

O objetivo da Chamada Universal é democratizar o fomento à pesquisa cientifica e tecnológica no País, contemplando todas as áreas do conhecimento. Para o diretor de Ciências Agrárias, Biológicas e da Saúde do CNPq, Marcelo Morales, essa é uma das ações mais importantes e democráticas do CNPq e do MCTI,  pois além de atender as diferentes regiões do País tem permeabilidade entre os pesquisadores mais jovens da Nação. Morales ressalta ainda que a periodicidade do edital é importante para garantir o desenvolvimento da base científica, tecnológica e intelectual, o que acaba refletindo diretamente no desenvolvimento social e econômico do País.

Acesse AQUI  o resultado.

 

Assessoria de Comunicação Social

curta nossa fanpage 

Fim do conteúdo da página