A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Página inicial > Últimas Notícias Trindade > Ensino a Distância muda rotina de servidores e alunos durante a pandemia do Coronavírus
Início do conteúdo da página
Novo normal

Ensino a Distância muda rotina de servidores e alunos durante a pandemia do Coronavírus

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Quarta, 03 de Junho de 2020, 17h35 | Última atualização em Terça, 07 de Julho de 2020, 10h17 | Acessos: 316

Em pouco tempo, a disseminação da doença Covid-19 fez a gestão do Campus Trindade investir continuamente na inclusão digital dos alunos. Além do aprimoramento de ferramentas de comunicação entre a comunidade acadêmica, ensino e administração que passaram a ser on-line, já foram concedidos até agora 29 auxílios financeiros para conexão com a internet e emprestados 27 notebooks e 70 desktops dos laboratórios

imagem sem descrição.

Com 60% da carga horária das disciplinas dos cursos presenciais do IF Goiano – Campus Trindade sendo ministradas na modalidade de Ensino a Distância (EaD), a tecnologia não é a protagonista na busca pelo conhecimento. A resiliência do estudante em se adaptar à nova realidade quem gera mudança com ideias simples de comunicação focada nos estudos. Com o intuito de tirar dúvidas de conteúdo, a estudante Leandra Araújo, de 17 anos, do 2º ano do curso técnico em Informática para Internet, criou no Whatsapp os grupos Conexão IF. Na realização da extensa quantidade de tarefas e estudos, os alunos fazem até videochamadas para enfrentar os módulos de estudos, de 15 dias de duração, das várias disciplinas. E os professores e técnicos administrativos em educação não ficam para trás, estão aprimorando o uso das redes tanto no trabalho docente como administrativo com Suap, Q-Acadêmico, Moodle e outros.

A professora do Campus Trindade Claudine Faleiro considera muito significativa a iniciativa dos alunos em trabalharem de forma coletiva e solidária neste momento de mudanças intensas. A Leandra conta que se sentiu estimulada a partir da reunião de informes sobre o início do Módulo 1 em que a empatia - comunhão positiva pela qual um sujeito se identifica com outro e a capacidade de compreensão emocional, entendimento do outro – foi trabalhada diante do início do isolamento social imposto pela pandemia de Coronavírus que assola o planeta. Ela pontua que cada grupo conta em média com 90 estudantes e que os professores resolveram garantir a privacidade dos alunos não entrando nos grupos.

Entretanto, a iniciativa da Leandra em criar grupos virtuais de estudo, que ganhou adesão de quase todas as turmas de alunos dos cursos técnicos integrados, não é a única novidade de uso da web no campus, agora, 100% on-line. No próprio grupo da primeira turma de Engenharia da Computação, local onde se fala de vários assuntos como tecnologia, eventos e pesquisa, as dificuldades no aprendizado também são expostas, atualmente com mais intensidade. Sempre há um colega disposto a ajudar, seja na resolução de atividades, compartilhamento de conteúdo ou na extensa agenda de videoconferências com professores, exercícios, trabalhos, fóruns e avaliações.

“Apesar das dificuldades sociais e de acesso à internet não serem solucionadas na mesma celeridade em que o ensino a distância está sendo intensificado no Campus Trindade, nós (alunos) estamos nos ajudando a superar essa pandemia do Coronavírus tanto mentalmente, quanto fisicamente. Ficamos esgotados com tantas atividades em tão pouco tempo e apreensivos com o futuro, mas seguimos em frente contando também com a empatia entre nós e dos professores”, ressalta o representante da primeira turma do curso de Engenharia da Computação, Fernando Furtado.

Rodas de Conversa
O Campus Trindade realiza videoconferência, por turmas e anos, com todos os alunos oferecendo orientação psicológica. A ação é fruto da parceria com o psicólogo do Campus Rio Verde Leandro Farias Garcia. O objetivo desses encontros virtuais no formato de roda de conversa é apresentar algumas informações, mas, principalmente, ouvir os alunos durante a adaptação e execução dos 60% das disciplinas na modalidade EaD, segundo a Coordenação de Ensino do Campus Trindade. "Tenho muitos altos e baixos, têm dias que estou feliz e que levo bem a mínima rotina. Têm dias que estou acabada e tenho "surtos", acabo ficando deprimida. Mas o jeito é contentar. Apesar do pouco tempo que pude participar, gostei bastante da roda de conversa, muito esclarecedor. Disse exatamente como nos (alunos) nos sentimos. Entendi que o que estamos passando é natural e acontece com muitas pessoas. O que acaba que me conforta", relata uma aluna que além das aulas é assídua em projetos de pesquisa nas ciências exatas. Resolvemos garantir o sigilo da fonte.

Desafio docente
O IF Goiano disponibilizou aos professores um curso tutorial para utilização da plataforma Moodle para que eles aprimorem o uso da ferramenta on-line. O instituto não disponibiliza aulas próprias gravadas nos 60% de carga horária em EaD. Com mais carga horária, o trabalho docente e do estudante nessa modalidade é uma novidade imposta pela pandemia. Atender virtualmente o grande volume de demandas, fóruns, materiais disponibilizados e resolução de exercícios era uma queixa frequente de alunos e docentes no início do isolamento. O professor da área de exatas Adriano Cavalcante se considera perseverante e proativo nesse desafio. Não tem tempo ruim pra falar de matemática com ele. O docente também criou um grupo de mensagens das suas disciplinas e busca interação com os alunos, tentando os manter próximos e ter maior audiência nos atendimentos – momentos além da aula para sanar dúvidas da disciplina. Adriano envia vídeos, materiais complementares de ajuda e considera que a EaD reforça a autonomia e responsabilidade do aluno na busca pelo conhecimento, na própria formação.

Já o professor de história Luiz Eduardo, conhecido entre os estudantes por Bacural, tem na comunicação e no apoio dos demais docentes o que precisa para superar as dificuldades tecnológicas em informática. A modalidade EaD, para ele, se faz além de obrigatória, mas necessária em tempos de Covid-19. “Nosso grupo de professores, na medida do possível, me ajuda com mensagens, tutorial, fotos da tela do computador e a usar as ferramentas on-line. Eu tenho muita dificuldade com a informática, mas é gratificante romper barreiras com novas tecnologias para o ensino. A interação está dando certo, estamos estabelecendo a relação ensino-aprendizagem com os alunos. E o mais importante, de maneira segura”, frisa o docente.

Comunicação e assistência social
Além do Whatsapp, o diálogo entre professores e alunos está estimulado em várias plataformas digitais do IF Goiano, o Moodle, o Google Meet, o e-mail institucional e até mesmo nas redes sociais com notícias do dia a dia do Campus Trindade, alimentadas pela Assessoria de Comunicação Social (Ascom). Com comissão específica do ensino, a Ascom elaborou uma campanha de dicas de estudo na modalidade EaD que será ampliada para todo o IF Goiano. E ainda criou canal de comunicação com as comunidades internas e externas por meio do Telegram e Whatsapp, além do site, Facebook, Instagram e YouTube.

Há ainda o trabalho da Unidade de Assistência ao Educando em mitigar questões sociais na busca pelo conhecimento. O desafio do acesso à tecnologia é solucionado com o empréstimo de 27 notebooks (computadores portáteis) e 67 desktops (computadores de mesa) para os estudantes - da pós-graduação até o ensino médio integrado - que estão em situação de vulnerabilidade social. O mesmo critério é aplicado na oferta de auxílio emergencial financeiro para acesso à internet, no valor mensal de R$100. O pedido deste benefício pode ser solicitado pelos alunos a qualquer tempo neste ano, durante a pandemia.

Clique e siga o Campus Trindade no Instagram @campustrindade

(Texto: Fabrizio Franco, jornalista na Assessoria de Comunicação do IF Goiano - Campus Trindade/ Imagem: Divulgação Print do Google Meet)

Fim do conteúdo da página