A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Página inicial > Últimas Notícias - Urutai > Palestra sobre plantas medicinais inaugura I WCRNC
Início do conteúdo da página

Palestra sobre plantas medicinais inaugura I WCRNC

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Quinta, 14 de Janeiro de 2016, 14h07 | Última atualização em Sexta, 15 de Janeiro de 2016, 09h24 | Acessos: 778

As atividades do Workshop de Conservação de Recursos Naturais do Cerrado vão até o dia 15 de janeiro no Câmpus Urutaí.

A solenidade de abertura foi realizada na noite de quarta-feira, 13, no Centro de Eventos Nilo Peçanha com a presença do pró-reitor de Desenvolvimento Institucional do IF Goiano, Elias Monteiro; do diretor de Ensino do Câmpus Urutaí, Fernando Godinho; do diretor de Pesquisa e Pós-graduação, André Castro; do diretor de Extensão, Eduardo Viana; e do presidente da Comissão Organizadora do evento, Diéferson Estrela.

Antes de declarar aberto o WCRNC, o professor Fernando Godinho lembrou que o evento vem ao encontro da nova pós-graduação do Câmpus Urutaí, o Mestrado Profissional em Conservação dos Recursos Naturais do Cerrado, com inscrições para o processo seletivo em fevereiro. O professor Dieferson Estrela salientou a relevância de se discutir a devastação do Cerrado e também de se buscar meios para remediar essa situação.

O professor Eduardo Viana reiterou a fala de Dieferson e acrescentou que o tema será potencializado nas atividades do Câmpus Urutaí, tanto pela primeira turma do mestrado, já no primeiro semestre de 2016, quanto pelo fato de que a instituição forma profissionais para atuar nesse bioma.

Em seguida, a professora Renata Mazaro e Costa, da Universidade Federal de Goiás (UFG), ministrou a palestra "Plantas medicinais, do uso popular ao conhecimento científico". Segundo ela, ao se estudar plantas para finalidade medicinal, é possível contribuir para a preservação e resgate do conhecimento tradicional; adquirir um maior entendimento da relação homem-natureza;e, por último, descobrir novas fontes de fitomedicamentos e fitoterápicos. 

Além dos minicursos, a programação de quinta-feira, 14, também conta com palestras sobre patologia de animais silvestres e paisagens sustentáveis. Para mais informações, clique AQUI.

 

Fim do conteúdo da página