A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Página inicial > Últimas Notícias - Urutai > Visitantes conhecem Centro de Treinamento de Cães-guia
Início do conteúdo da página

Visitantes conhecem Centro de Treinamento de Cães-guia

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Quarta, 02 de Março de 2016, 12h36 | Última atualização em Quinta, 03 de Março de 2016, 14h51 | Acessos: 1079

Dessa vez, vieram ao Câmpus Urutaí os representantes da Secretaria de Direitos Humanos.

imagem sem descrição.

Nesta terça-feira, 1º, uma equipe da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos das Pessoas com Deficiência (SNPD/SDH), realizou visita técnica nas instalações do Centro de Treinamento de Cães-guia para posterior estruturação do centro, como compra de filhotes e matrizes.

Participaram deste momento a coordenadora de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da SNDH/SDH, Rosana Benicio; a médica-veterinária e assessora da SNDH/SDH, Ana Carla Vidor; o consultor da SNDH, George Thomaz; o diretor-geral do Câmpus Urutaí, Gilson Dourado; o diretor de Ensino, Fernando Godinho; e o professor do Câmpus Urutaí, Leonardo Goulart Nunes, que se formou na pós-graduação em Treinador e Instrutor de Cães-Guia, dia 23 de fevereiro, no Instituto Federal Catarinense (IFC) - Câmpus Camboriú.

Após a apresentação das instalações e também de outros setores do Câmpus Urutaí, eles se reuniram à tarde para definir ações de trabalho conjunto entre a instituição e a SNDH.

 

Viver sem Limites

O Projeto Cães-Guia pertence ao Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Viver sem Limite e tem o apoio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC) e da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos das Pessoas com Deficiência (SNPD/SDH). 

O Brasil é o único país da América Latina que possui um Centro de Treinamento de Cães-Guia e oferta curso gratuito no formato de pós-graduação. E o IF Goiano foi uma das únicas instituições do país que teve selecionada proposta de implantação de outro Centro de Formação, aos moldes de Camboriú. O processo de escolha foi feito por chamada pública. 

Para cada centro, o Governo Federal garantiu infraestrutura, equipamentos, aquisição das matrizes de cães-guia e de materiais de consumo, além de verba anual para manutenção. A proposta do Viver sem Limite é que os IFs contemplados formem, inicialmente, 25 profissionais por ano aptos ao treinamento dos cães e à formação das duplas (pessoa com deficiência visual e cão guia).

 

(Com informações da Coordenação Geral de Comunicação Social e Eventos)

Fim do conteúdo da página