A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Página inicial > Cursos Superiores > Ciências Biológicas
Início do conteúdo da página

Ciências Biológicas

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Segunda, 29 de Junho de 2015, 00h00 | Última atualização em Quinta, 26 de Setembro de 2019, 15h52 | Acessos: 9302

 

O curso de Licenciatura em Ciências Biológicas do Campus Ceres tem a finalidade de preparar docentes com concepção científica, atitude consciente, com fundamentação teórica, com habilidades de classificar, quantificar, determinar as principais características dos recursos naturais renováveis, conservação e manejo da biodiversidade e recuperação de áreas degradadas, como meio de sobrevivência da vida sustentável em nosso planeta. O Curso Superior de Licenciatura em Ciências Biológicas é voltado para a formação de cidadãos críticos e reflexivos, com capacitação profissional na área específica, envolvidos com as temáticas da educação e do meio social em que estão inseridos. 

O curso é integralizado num período de 4 anos, montado em uma grade curricular sólida e multidisciplinar, tendo disciplinas integradas e equivalentes com outras graduações oferecidas no campus, permitindo uma maior flexibilização dos horários e cumprimento dos créditos pelos discentes.

Áreas de Atuação: o biólogo pesquisa a origem, a evolução, a estrutura e o funcionamento dos seres vivos. Ele analisa as relações entre os diversos seres e entre eles e o meio ambiente. O vasto campo de estudos na graduação permite que, depois de formado, o profissional siga caminhos diversos, atuando de forma interdisciplinar. Da pesquisa com células-tronco ao trabalho ambiental, a carreira do biólogo é abrangente e promissora, em razão, especialmente, da crescente preocupação, em nível mundial, com o meio ambiente.
A atuação desse profissional é ainda fundamental na descoberta de aplicações da biotecnologia na medicina, no desenvolvimento de medicamentos e na indústria, em áreas de fabricação de bebidas e de alimentos. O licenciado está apto a dar aulas de Biologia no ensino médio e, no fundamental, pode atuar como educador ambiental ou docente de ciências. Sua formação também permite desenvolver ações educativas em museus, unidades de conservação, ONGs e empresas e escolas.
Nas secretarias de Educação, atua como consultor e elabora novas propostas para o ensino da disciplina. Com pós-graduação, está habilitado para dar aulas no ensino superior.


Perfil do Profissional: o Licenciado em Ciências Biológicas deverá ser um profissional que atenda aos requisitos da formação do Biólogo (Resolução CNE/CES nº 07 de 11 de março de 2002) e de professor de Biologia do Ensino Médio e professor de Ciências do Ensino Fundamental, de acordo com as diretrizes estabelecidas pelos Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio e para o Ensino Fundamental e as recomendações do MEC para os Cursos de Licenciatura, conforme o Art. 62 da Lei 9.394/1996, de Diretrizes e Bases da Educação, e as Resoluções CNE/CP nº1 e nº2 de 2002. Os formandos que atuarem no ensino deverão ser capazes de conduzir seus alunos para o desenvolvimento de conhecimentos práticos, contextualizados, que respondam às necessidades da vida contemporânea e para o desenvolvimento de conhecimentos mais amplos e abstratos, que correspondam a uma cultura geral e a uma visão de mundo. Nesse sentido, o curso deve propiciar não apenas as ferramentas tecnológicas e cognitivas, mas as comportamentais que permitam ao licenciado procurar sua formação continuada e ser capaz de produzir conhecimentos. O processo de ensino-aprendizagem envolvendo alunos e professores requer o contínuo aperfeiçoamento devendo ser uma construção coletiva, num espaço de diálogo propiciado pela Instituição, promovido pelo sistema escolar e com a participação da comunidade. Os formandos deverão ser capazes de atuar nas diversas áreas profissionais do biólogo, sendo enfatizadas ao longo do curso as potencialidades regionais de sua atuação. Entretanto, a formação de qualidade universal, baseada no processo de investigação científica de construção de conhecimento deverá preparar o formando para atuar como sujeito da construção de conhecimento em qualquer área afim.

O aspecto interdisciplinar dos conteúdos abordados e a íntima associação entre pesquisa e ensino são concebidos como ferramentas indispensáveis à formação de qualidade. Considerando a necessidade de formar profissionais capazes de atuar na educação básica na perspectiva da melhoria da qualidade dos processos de ensinar e de aprender no âmbito das ciências biológicas e que sejam sintonizados com as necessidades da sociedade e, em particular, da educação, tal profissional deverá ser capaz de: ser comprometido com os resultados de sua atuação, pautando sua conduta profissional por critérios humanísticos, compromisso com a cidadania e rigor científico, bem como por referenciais éticos legais; ser detentor de fundamentação teórica, como base para uma ação competente, que inclua o conhecimento profundo da diversidade dos seres vivos, bem como sua organização e funcionamento em diferentes níveis, suas relações filogenéticas e evolutivas, suas respectivas distribuições e relações com o meio em que vivem; ser consciente da necessidade de atuar com qualidade e responsabilidade em prol da conservação e manejo da biodiversidade, políticas de saúde, meio ambiente, biotecnologia, bioprospecção, biossegurança, na gestão ambiental, tanto nos aspectos técnico-científicos, quanto na formulação de políticas, e de se tornar agente transformador da realidade presente, na busca de melhoria da qualidade de vida; ser consciente de sua responsabilidade como educador, nos vários contextos de atuação profissional; ser apto a atuar interdisciplinarmente, adaptável à dinâmica do mercado de trabalho e às situações de mudança contínua do mesmo; ser preparado para desenvolver ideias inovadoras e ações estratégicas, capazes de ampliar e aperfeiçoar sua área de atuação; dominar técnicas laboratoriais concernentes à produção e aplicação do conhecimento biológico;  propor e elaborar projetos de pesquisa na área da Biologia; contemplar no processo de ensino-aprendizagem as experiências vividas pelos sujeitos nele envolvidos; problematizar juntamente aos discentes os fenômenos sociais, relacionados com os processos de construção do conhecimento no âmbito da ciência biológica e de suas inter-relações com outras áreas do conhecimento; organizar o conhecimento, adequando-o ao processo de ensino-aprendizagem em Biologia nos diferentes níveis de ensino; dominar os conteúdos básicos que são objetos de aprendizagem nos ensinos Fundamental e Médio; planejar, desenvolver e avaliar os processos de ensino e de aprendizagem em Biologia para o Ensino Fundamental e Médio; tratar e avaliar a informação biológica, utilizando procedimentos gráficos, matemático-estatísticos, de processamento digital e de sistema de informação biológica; compreender as características dos diferentes contextos e das especificidades do desenvolvimento psicológico dos sujeitos a educar; compreender e relacionar as teorias educacionais e o desenvolvimento humano às práticas educativas; atuar com autonomia e responsabilidade nos processos educacionais e/ou em qualquer área de atuação da competência do biólogo licenciado. 

 

Turno de oferta: período noturno.

Duração do curso: 8 semestres

Carga Horária do curso: 3264 horas

Coordenador: Thiago Fernandes Qualhato (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.)

Documentos:

Fim do conteúdo da página