A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Quinta, 23 de Abril de 2015, 16h51 | Última atualização em Sábado, 12 de Março de 2016, 14h58 | Acessos: 3047

A história do Campus Ceres do Instituto Federal Goiano se inicia com a inauguração da Escola Agrotécnica Federal de Ceres (EAFCe), em 30 de janeiro de 1994. Sua primeira turma, composta de técnicos em Agropecuária, foi composta por 160 alunos, iniciando suas aulas em 1995.

Nos anos seguintes, a partir de 1998, a EAFCe expandiria a oferta de cursos e também suas modalidades, atendendo a demandas em diversas áreas, tais como Agroindústria, Agricultura, Meio Ambiente e Zootecnia. Em 2005 a Instituição inicia as aulas de seu primeiro curso técnico integrado ao Ensino Médio (Agropecuária). Um ano depois a EAFCe passa a atender as demandas da educação profissional de jovens e adultos, ofertando o curso técnico em Agroindústria na modalidade Proeja.

Em 2008 a Escola Agrotécnica Federal de Ceres é transformada em campus do Instituto Federal Goiano, em função da reestruturação da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, que transformou as Escolas Técnicas, Agrotécnicas e os Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets) em Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs). A partir dessa reestruturação, o Campus Ceres – e todo o Instituto Federal Goiano – empreende o desafio de ofertar cursos de graduação e pós-graduação e ampliar áreas de atuação nos cursos técnicos, além de expandir também sua infraestrutura e área de influência.

Nesse sentido, em 2009 foram implementados o curso técnico em Administração e novos cursos na modalidade Proeja: Administração e Manutenção e Suporte em Informática. Além disso, o ano marca a implantação do primeiro curso superior do campus, a Licenciatura em Ciências Biológicas. Já em 2010, coroando a década de profundas transformações, surge o curso técnico em Informática integrado ao Ensino Médio e o bacharelado em Agronomia (Bacharelado). Mais dois cursos – bacharelado em Zootecnia e Licenciatura em Química – foram implantados no ano seguinte.

A metodologia primordial de ensino adotada pelo Campus Ceres está voltada para o ato de “aprender a fazer e fazer para aprender”, incentivando o estudante à observação, pesquisa, experimentação, reflexão e reelaboração dos conhecimentos, tornando-os vivos, dinâmicos e sintonizados com a sua realidade vivenciada. No enfoque mais moderno, esta metodologia é denominada de “formação baseada em competências”, sendo construída sob três pilares básicos: O saber ser, o saber aprender e o saber fazer. Atualmente o campus conta com cerca de 210 servidores e 1700 estudantes.

registrado em:
Fim do conteúdo da página