A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Página inicial > Últimas Notícias Ceres > Campus Ceres realiza o 19º Encontro de Egressos
Início do conteúdo da página

Campus Ceres realiza o 19º Encontro de Egressos

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Quinta, 01 de Agosto de 2019, 09h32 | Última atualização em Sexta, 02 de Agosto de 2019, 20h54 | Acessos: 253

Evento integra a política de acompanhamento dos egressos do IF Goiano. Além de estudantes, foram convidados professores e ex-diretor da unidade

Por Tiago Gebrim
Fotos: Alexandre Oliveira, Tiago Gebrim

 

 

No último sábado, 27 de julho, o Campus Ceres do Instituto Federal Goiano (IF Goiano) realizou a 19ª edição do seu Encontro de Egressos. O evento, que ocorre anualmente, é um momento estratégico para a Instituição: ao receber os ex-estudantes, o campus estabelece um ponto de diálogo, em que é possível conhecer os rumos tomados pelos profissionais e propiciar reflexão sobre suas práticas formativas.

O Encontro neste ano foi realizado em duas etapas: pela manhã, os egressos foram recebidos no próprio Campus Ceres, em um café da manhã de confraternização. A ideia foi realizar um momento de bate papo acalorado, em que os presentes tiveram liberdade para contar de sua experiência com o IF Goiano e o traçado perseguido na vida profissional.

Além dos estudantes, compareceram ao Encontro alguns professores dos tempos iniciais da Casa. Entre eles, o ex-diretor-geral Wanir Pereira Alvim, que geriu a então Escola Agrotécnica Federal de Ceres entre os anos de 1998 e 2004 e o docente Marco Antônio de Carvalho, atualmente lotado na unidade de Morrinhos.

Alvim detalhou sobre as dificuldades nos anos iniciais do campus, quando houve contingenciamento de servidores pelo então governo federal, e a importância dos estudantes para o avanço da unidade. “O tripé que funcionava era educação, produção e experimentação. A experimentação, vamos dizer, foi a mão de obra do aluno. Só foi possível fazer disso aqui o instituto que é hoje pela mão, pelo arrasto do braço dos alunos que aqui estavam”, falou, emocionado.

 

 

Entre os estudantes, histórias e muitas expectativas. Como, por exemplo, o caso de Pedro Henrique Cintra, que ingressou no Campus Ceres em 2010, no Ensino Médio Técnico, e hoje, já graduado e duas vezes egresso, continua estudando na unidade – um exemplo do que pode fazer a verticalização do ensino.

“A vida da gente começa a mudar quando ingressamos no Instituto. Porque antes, minha perspectiva era terminar o ensino médio em escola pública, procurar um emprego na minha cidade... E aí quando você muda para uma instituição onde se tem pessoas de todos os lugares do País você passa a ter uma visão muito mais ampla do que é o mundo. Eu nunca pensava em fazer um mestrado, tive a oportunidade – mais uma que o Instituto me proporcionou”, narrou Cintra, que deve concluir sua formação em 2020.

Para Leucivania da Silva, o Campus Ceres foi uma porta aberta para toda a família. Egressa do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, no qual ingressou em 2014, ela continua estudando na unidade, na pós-graduação em Ensino de Ciências da Natureza e Educação Matemática, ao mesmo tempo que já trabalha como professora. “Quero agradecer o Instituto Federal pelo apoio, pelo carinho, compreensão em todos os momentos que eu tenho vivenciado ao longo da minha carreira. Eu sou nordestina, vim do Maranhão com o propósito de sobreviver. Meus filhos também estudam aqui no Campus Ceres e eu tenho o maior orgulho [de estar no IF Goiano]”, conta ela.

 


Leucivania da Silva e o docente Paulo Ricardo Leite, que chegou ao campus em 2009

 


Dois egressos, diferentes tempos: o diretor-geral do Campus Ceres, Cleiton Mateus, formado pela então Escola Agrotécnica Federal de Ceres, e Pedro Henrique Cintra, que, ao concluir seu mestrado, será triplamente egresso

 

 
Depoimento da egressa Thalia Santana, gravado especialmente para o XIX Encontro de Egressos

 

Após o momento de confraternização e bate papo do café da manhã, foi servido um almoço a todos os egressos, no Restaurante Estudantil. A programação foi encerrada no Ceres Clube, na área urbana, com direito a piscina e jogos, em espaço reservado para os egressos e profissionais do campus.


Política de Egressos – Os encontros de egressos, que existem no Campus Ceres e em outras unidades do IF Goiano, integram uma política institucional de acompanhamento dos estudantes concluintes. Além de eventos de integração, como esses, os campi se debruçam em estar atentos aos caminhos profissionais dos egressos, inclusive na permanente oferta de oportunidades de emprego e na realização de cursos de aperfeiçoamento ou formação continuada.

Existe, atualmente, um Comitê Central da Política de Egressos, na Reitoria do IF Goiano, que mantém coordenadas todas as atividades e é responsável pelo cruzamento e catalogação da informação sobre os estudantes formados. Para cada unidade há também um Comitê Local, que é responsável pelo acompanhamento “na ponta”. Uma das últimas ações dos comitês é a elaboração do questionário simplificado para coleta de informações dos egressos, atualmente disponível para preenchimento nas páginas instituições (em web banner, na parte superior da página).

 

 

 

Ascom Campus Ceres

Fim do conteúdo da página