A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página
Inclusão

Programa se prepara para entrega do primeiro cão-guia

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Quarta, 31 de Julho de 2019, 17h49 | Última atualização em Sexta, 09 de Agosto de 2019, 15h53 | Acessos: 456

Para recebe-lo, candidato passará por treinamento durante três semanas no Campus Urutaí e mais uma em sua residência. Seleção foi realizada por meio de edital e atende ao Cadastro Nacional de Candidatos à Utilização de Cães-guia.

Há um pouco mais de um ano de seu lançamento, o Programa Cão-Guia, desenvolvido pelo Instituto Federal Goiano (IF Goiano) – Campus Urutaí, se prepara para a entrega do seu primeiro cão-guia formado pela Instituição. A seleção dos candidatos foi realizado por meio de edital, lançado no em maio deste ano, e atende ao Cadastro Nacional de Candidatos à Utilização de Cães-guia.

Ansioso por esse momento desde a sua inscrição no Cadastro em 2014, Gleibson Pereira Silva chegou à sede do Programa na manhã desta terça-feira, 30. Durante as próximas três semanas, ele o labrador Face passarão por uma série de atividades visando o treinamento e formação de dupla usuário/cão-guia. O objetivo desta etapa é avaliar e garantir a compatibilidade do candidato com o animal, por meio da análise de critérios técnicos como peso, altura, velocidade de caminhada, nível de atividade física e potencial para a realização das atividades diárias.

Ao fim do período de treinamento na sede do Programa, a dupla passará mais uma semana na residência de Gleibson. A intensão é avaliar e promover a adaptação de Face à sua rotina diária futura. Todas as atividades são acompanhas de perto pela equipe do Programa. A disponibilização do cão-guia ao usuário será declarada após a análise de todas as etapas do treinamento realizado no processo de formação de dupla usuário/cão-guia. Segundo consta no edital de seleção, o candidato que não alcançar o desempenho de condução do cão-guia considerado satisfatório com segurança e eficiência durante o processo de formação de dupla, será declarado inapto e não poderá ser beneficiado com o animal.

A coordenação do Programa destaca também que esta etapa compreende uma das atividades práticas do Curso de Formação de Treinador de Cães-guia e de Instrutor de Mobilidade com Cães-Guia e corresponde ao estágio final de qualificação do animal, capacitando-o a atuar ou não como guia. Os cães que não demonstrarem aptidão natural e/ou a qualidade necessária para guiar com eficiência e segurança uma pessoa com deficiência visual serão desligados do Programa.

Além de Face, a previsão é que mais três cães-guia sejam entregues até o final de 2019. De acordo com o Programa, estão agendados um treinamento para o mês setembro e outros dois para novembro.

 

Coordenação-Geral de Comunicação Social e Eventos

registrado em:
Fim do conteúdo da página