A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página
CP Goiás

Competições marcam presença do IF Goiano na Campus Party

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Sexta, 06 de Setembro de 2019, 16h13 | Última atualização em Terça, 10 de Setembro de 2019, 17h03 | Acessos: 536

Disputas exigem a apresentação de produtos tecnológicos. Instituto participa também da programação oficial da Campus.

Vivendo uma verdadeira imersão tecnológica, descansar, definitivamente, não é a palavra de ordem para os alunos do Instituto Federal Goiano (IF Goiano) que participam da Campus Party Goiás e não estão dormindo mais que 4 horas por noite. Isso porque, as atividades de competição estão entre os principais atrativos do evento, que está sendo realizado em Goiânia, entre os dias 4 e 8 de setembro.

Campuseiros de primeira viagem, os alunos do bacharelado em Sistema de Informação do Campus Ceres, Gustavo Faquim e Ricardo Takayuki, já avisaram que dormir neste terceiro dia de evento não está nos planos da equipe, que também é formada pelos estudantes Lara Caroline Damaceno e Edson Rodrigues. Inscritos no Hackathon, que é uma competição de programação, o time Tekoagro terá que desenvolver um produto tecnológico em cerca de 24 horas até a apresentação no sábado, 7, quando serão anunciados os vencedores da competição.

A disputa abrange duas temáticas: Governo Transparente e Agro Start Up. Dentro do segundo tema, os alunos do Campus Ceres desenvolverão um aplicativo e um site destinados a comercialização de produtos agrícolas para a Agricultura Familiar. O protótipo foi apresentado e classificado no começo da tarde desta sexta-feira, 6. O programa Horta na Porta, desenvolvido por alunos do Campus Trindade, também foi classificado para a etapa final do Hackathon.

Apesar de confiantes, os estudantes não conseguem esconder a ansiedade. Mas o motivo é claro, pois a disputa envolve o prêmio de R$ 10 mil reais para o primeiro colocado. Os segundo e terceiro lugares receberão R$ 3 mil e R$ 1 mil reais, respectivamente. Todos os premiados ganharão também ingressos para a Campus Party São Paulo, que será realizada em 2020.

Quem também está com a expectativa em alta é o estudante também do curso de Sistema de Informação do Campus Ceres, Natanael Oliveira, que trouxe para o evento o protótipo de um aparelho que vêm desenvolvendo para auxiliar a mobilidade de pessoas com deficiência visual. Trabalhando no projeto há um ano e dois meses, o aluno foi selecionado para apresentar seu trabalho na Campus Future, no sábado, 7, que é um programa que visa impulsionar trabalhos com soluções tecnológicas desenvolvidos em ambiente acadêmico e com a possibilidade de se tornarem reais.

Natanel conta que a ideia de desenvolver este produto surgiu da possibilidade de ajudar um amigo que possui dificuldades de enxergar. O projeto consiste em um sensor ultrassônico que mede a distância entre a pessoa e os obstáculos por meio da emissão de sons. “Funciona como o sensor de ré em carros, porém a aviso é emitido por meio de vibrações em um receptor no punho da pessoa”, explica.

Palestra – Com o tema Computação Desplugada: desplugando para compreender melhor a Ciência da Computação, o professor do Campus Ceres, Adriano Braga e a aluna do bacharelado em Sistema de Informação, Thalia Santana, falaram sobre como ensinar o pensamento computacional sem a necessidade de um computador.

De acordo com os palestrantes, por meio desse método é possível realizar atividades e ensinar a computação em localidades remotas, com acesso precário de infraestrutura e sem a necessidade de especialistas em computação. “Você vai aprender junto com o seu aluno sobre a computação”, afirma Thalia. Outra vantagem apontada pelos palestrantes é a independência de recursos de hardware e software.

 

Premiação - Na sexta-feira, 6,  os alunos Yan Monteiro, José Felipe da Costa, Luan Marques e Ana Clara Teixeira, do Campus Avançado Catalão, conquistaram o primeiro lugar num workshop de Programação de Robô. No Sábado, 7, foi a vez do estudante de Engenharia da Computação do Campus Trindade Henrique Cardoso, juntamente com alunos do IFG e UFG, garantirem o primeiro lugar e o prêmio de R$ 10 mil reais no desafio Hackathon Agrostartup. O grupo desenvolveu uma solução para facilitar a comercialização de produtos agropecuários de pequenos e médios produtores Agrícolas. 

 

 

 

 

Diretoria de Comunicação Social e Eventos, republicada com acréscimo e atualização de informações

registrado em:
Fim do conteúdo da página