A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página
Conif

Reditec começa na segunda-feira

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Segunda, 09 de Setembro de 2019, 10h46 | Última atualização em Quinta, 12 de Setembro de 2019, 11h16 | Acessos: 401

Evento organizado pelo Conif vai até sexta-feira, 13, em Florianópolis. Gestores do IF Goiano participam da reunião.

A 43ª edição da Reunião Anual dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec) começa na segunda-feira, 9, e o Instituto Federal Goiano (IF Goiano) participa do evento de forma representativa. Esta edição, que vai até 13 de setembro, é organizada pelos Institutos Federais de Santa Catarina (IFSC) e o Catarinense (IFC).O evento acontece no Câmpus Florianópolis-Continente e tem como tema Mãos que fazem, mentes que transformam: 110 anos da Educação Profissional no Brasil.

A Reditec é realizada há 42 anos e recebe gestores dos Institutos Federais, Centros Federais de Educação Tecnológica e do Colégio Pedro II. O objetivo do evento é avaliar práticas e resultados nas instituições que compõem a Rede Federal. O Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) é quem promove a reunião com recursos próprios e da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC). No ano passado, a Reditec 2018 foi realizada em Búzios e organizada pelo Instituto Federal Fluminense (IFF).

O evento será composto por painéis, apresentações de relatos de experiências exitosas e oficinas. “A programação terá reuniões técnicas articuladas para aprofundar debates em torno dos desafios da formação profissional, estabelecendo diálogos para além do que se consegue pensar na rotina diária, valorizando o passado e com atenção estratégica ao futuro”, explica o pró-reitor de Extensão e Relações Externas do IFSC, André Dala Possa.

As atividades abordarão três eixos temáticos: Contextos e desafios da implantação da Rede; Tecnologias para a inovação na Educação Profissional e Tecnológica frente ao mundo do trabalho; e como pensar nossos currículos em rede.

Para a reitora do IFSC, Maria Clara Kaschny Schneider, organizar a Reditec neste ano em que se comemora os 110 anos da Educação Profissional no Brasil é uma grande responsabilidade. “Nos consolidamos enquanto rede e hoje, muitas vezes, nossas instituições são a única opção de ensino técnico e superior gratuito na maioria dos municípios em que estamos”, afirma.

“Avanços são possíveis e necessários e esta reunião é importante para refletirmos sobre o que estamos fazendo e como podemos gerar ainda mais transformação no nosso País por meio da educação’, complementa. “Para o IFC, é uma honra receber e organizar a edição de 2019 da Reditec, especialmente num momento em que a proposta é formar e constituir debates mais integrados entre os institutos, e, desse modo, fortalecer o conceito de Rede”, destaca a reitora do IFC, Sônia Fernandes

Programação - A programação do evento inicia com a palestra de Carla Tieppo, sobre a neurociência para pensar a aprendizagem. Para a professora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa há 21 anos, educação e cultura constituem a base sólida da construção do indivíduo e da plenitude da realização da existência humana. Para ela, por meio do conhecimento é possível auxiliar no desenvolvimento de habilidades, capacidades e competências.

A inserção cada vez maior da tecnologia em nosso cotidiano e o futuro do trabalho frente a essa nova revolução é o tema da palestra Tecnologias para inovação na EPT frente ao mundo do trabalho com o doutor na área de comunicação, Eduardo Zilles Borba. Para ele, o que está claro no novo perfil de profissional é que é uma questão sociotécnica, não formando apenas profissionais especializados, mas indivíduos sociais, pessoas prontas para essa era digital.

Outro especialista presente nessa 43ª reunião, é Massimo Di Felice, professor da Universidade de São Paulo, que vai debater sobre como pensar a aprendizagem hoje, com currículos inovadores e o trabalho em rede. Di Felice tem experiência na área de Sociologia, Antropologia e Comunicação, nos últimos anos, e suas pesquisas vêm aprofundando o estudo das redes complexas.

Experiências exitosas - A Comissão Organizadora da Reditec divulgou, no dia 3 de setembro, os 24 relatos de experiências exitosas que serão apresentados no evento nesta semana. As apresentações serão feitas por meio de vídeo pitch nas tardes dos dias 10 e 11, das 14h às 17h30, no Câmpus Florianópolis-Continente do IFSC.

Visitas técnicas - Para promover a integração sociocultural com a região-sede, a Comissão Organizadora da Reditec disponibilizará, também, visitas técnicas aos participantes. Eles poderão conhecer, por exemplo, as instalações do projeto Cães-Guia coordenado pelo Campus Camboriú; além do polo de inovação Embrapii situado no Campus Florianópolis, entre outros.

 

Para mais informações e conferir a programação completa, acesse o site da Reditec

 

Fonte: Site Reditec (adaptada)

registrado em:
Fim do conteúdo da página