A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página
Semapós / CPPG

IF Goiano realiza eventos de pesquisa e inovação

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Segunda, 11 de Novembro de 2019, 16h50 | Última atualização em Sexta, 22 de Novembro de 2019, 17h52 | Acessos: 1996

Promovidos entre os dias 4 e 8 de novembro, atividades visaram contribuir com a formação de pesquisadores e ainda ajudar no diagnóstico, planejamento e melhoria dos indicadores dos programas do IF Goiano por meio do compartilhamento de experiências acerca de temas relacionados à pesquisa e a pós-graduação. 

Entre os dias 4 e 8 de novembro, o Instituto Federal Goiano (IF Goiano) realizou o 9º Seminário de Avaliação dos Programas de Pós-Graduação do IF Goiano (Semapós) e o 8º Congresso de Pesquisa e Pós-Graduação do Campus Rio Verde (CPPG). Promovidos de maneira integrada, no auditório do Campus Rio Verde, os eventos visaram contribuir com a formação de pesquisadores e ainda ajudar no diagnóstico, planejamento e melhoria dos indicadores dos programas do IF Goiano por meio do compartilhamento de experiências acerca de temas relacionados à pesquisa e a pós-graduação. 

Durante os cinco dias de Seminário e Congresso, os participantes puderam debater os mais diversos temas relacionados à promoção da ciência, tecnologia e inovação. Com o tema Miltidimensionalidade das cidades, a conferência de abertura contou com a palestra da dr. Beatriz Lenza, que falou sobre o conceito de "Cidades Inteligentes" e a sua relação às Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) e da tendência crescente que prevê 95% da população brasileira vivendo nas cidades até 2050. De acordo com ela, nesse cenário, a interação entre as administrações públicas e as instituições de ensino é preponderante para a formação de pessoal capacitado para lidar com as demandas que já estão surgindo.

Temas de destaque da programação do evento foram as discussões acerca do empreendedorismo e inovação, com ênfase na importância do fomento à ciência, tecnologia e inovação e do papel das instituições de ensino dentro do universo do mercado empregador. Participaram desses debates A professora Patrícia Villar Martins da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), que discorreu sobre o papel das instituições de ensino superior como ponto entre a pesquisa e o mercado, e o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), Robson Domingos Vieira, que falou sobre o fomento à ciência, tecnologia e inovação pela FAPEG com vistas ao desenvolvimento regional. Robson é defensor da pesquisa aplicada e voltada à inovação.

Questões como o papel da docência no âmbito das tecnologias e humanidades e a experiência de universidade pública com pesquisa e inovação também ganharam voz com as palestras da pela professora Maria Antônia Ramos de Azevedo, da Universidade Estadual Paulista (Unesp-Rio Claro), e por Matheus Oliveira Azzi, da Fundação Gestora de Fundos de Investimento (Fundepar), que apresentou a experiência da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) com a pesquisa e inovação. Ainda nessa vertente, Paulo Afonso Granjeiro da Universidade Federal de São João del–Rei (UFSJ) falou sobre a relevância da pesquisa acadêmica e sua interface com o mercado de trabalho.

Além do 9º Semapós e o 8º CPPG, aconteceram também, no mesmo período, o 4º Simpósio de Engenharia Civil (Simpec) e 1º Simpósio de Engenharia Ambiental (Simpea). Os simpósios foram realizados com o objetivo de promover a formação e valorização das carreiras. As programações contaram também com apresentações artístico-culturais.

 

Diretoria de Comunicação Social e Eventos

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página