A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página

Comunidade Quilombola do Brejão será Beneficiada com Projeto de Extensão de fabricação de farinha

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Segunda, 27 de Setembro de 2021, 18h17 | Última atualização em Sexta, 08 de Outubro de 2021, 16h27 | Acessos: 392

Valor de R$ 329.550,00 foi destinado ao IF Goiano – Campus Campos Belos pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

imagem sem descrição.

Na última quinta, 23, o IF Goiano – Campus Campos Belos recebeu R$ 329.550,00 (trezentos e vinte e nome mil, quinhentos e cinquenta reais), por meio Termo de Descentralização de Crédito (TED) nº 3/2021, proveniente do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O valor é referente ao projeto intitulado “Farinhando”.

Com o objetivo de fortalecer os arranjos produtivos locais, finalidade dos Institutos Federais, o IF Goiano – Campus Campos Belos desenvolverá na Comunidade do Brejão este importante projeto de extensão que potencializará a produção de mandioca na região. A mandioca é, hoje no Brasil, uma das principais culturas para o pequeno produtor.

Diante disso, o projeto possibilitará a geração de renda para as famílias cadastradas no projeto e ainda será uma fonte de informações para, que a partir das orientações técnicas repassadas pelos profissionais e estudantes do IF Goiano, poderão ser realizados também projetos de ensino e pesquisa.

O projeto será implementado em 4 fases e terá uma duração de 15 meses. Serão adquiridos implementos agrícolas, dentre eles, uma fábrica de farinha móvel, e outros equipamentos e insumos necessários para a execução e manutenção do projeto. A partir desta primeira experiências, outras comunidades interessadas poderão ser contempladas em outras edições, uma vez que os equipamentos passarão a ser de propriedade do IF Goiano - Campus Campos Belos.

Segundo o autor e coordenador do projeto, o Diretor-Geral Prof. Fabiano Arantes  “ Este projeto nasceu da inquietação em construir ações concretas que pudessem promover mais dignidade, esperança, desenvolvimento e geração de renda, junto às comunidades quilombolas no nordeste goiano, especialmente após a realização do I Encontro Interinstitucional de Educação e Cultura no território Kalunga, em 2016.  Ele é resultado de muitas conversas realizadas com o Prof Elias de Pádua, nosso Reitor,  com a equipe que colaborou no desenvolvimento da ideia e com a Secretaria Nacional de Políticas de Promoção e Igualdade Racial,  ligada ao Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, especialmente com as servidoras Arlene e Pollyanna, que acreditaram na ideia, e foram muito importantes, a quem agradeço. Acredito que será uma ótima experiência, que poderá ser replicada a outras comunidades quilombolas, em assentamentos rurais e ou grupos de pequenas propriedades rurais, num futuro próximo. Tenho certeza que o Projeto Farinhando, é um marco para o IF Goiano - Campus Campos Belos e será exemplo de promoção de políticas públicas e desenvolvimento regional, através da educação, para quem precisa tanto”.

Os trabalhos de implantação do projeto já se iniciaram nesta segunda-feira, 27. Dentre as muitas ações estão previstas reuniões de planejamento, visitas técnicas,  processos licitatórios para a aquisição de todos os equipamentos e insumos necessários, orientação no processo de produção da mandioca, aproveitamento de seus  produtos e subprodutos na produção de alimentos para humanos e animais, com a utilização da fábrica de farinha móvel.

Assessoria de Comunicação Social e Eventos - Campus Campos Belos

Fim do conteúdo da página