A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página
Siass

Servidores discutem promoção da saúde no IF Goiano

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Terça, 10 de Abril de 2018, 18h09 | Última atualização em Segunda, 16 de Abril de 2018, 18h12 | Acessos: 405

Oficina foi realizada na terça-feira, 10, com profissionais dos campi Urutaí e Ceres, UFG e IFG. Siass prepara novas atividades para os meses de abril a junho.

Os desafios na promoção da saúde no Instituto Federal Goiano (IF Goiano) estão sendo debatidos por profissionais na terça-feira, 10, na reitoria da Instituição. A oficina encerra as atividades da Semana Institucional de Promoção da Saúde, realizada pelo Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor (Siass IF Goiano/Goiás).

A atividade teve a participação de profissionais dos campi Urutaí e Ceres e também da Universidade Federal de Goiás (UFG) e do Instituto Federal de Goiás (IFG).  Na ocasião eles levantaram suas vivências e percepções sobre o assunto nos ambientes onde trabalham.  

De acordo com a coordenadora desta ação, Ariandeny Furtado, a promoção da saúde engloba uma dimensão integral, que vai além da prática de atividades físicas, por exemplo. "Trabalhamos a autonomia do indivíduo, que se torna consciente e capaz de fazer suas próprias escolhas ", explica.

A servidora, que é nutricionista, exemplifica que, ao optar por orientar uma pessoa a conseguir se alimentar de forma saudável em qualquer horário ou ambiente em que ele esteja, em vez de somente prescrever uma dieta, o profissional já está promovendo saúde. De acordo com os profissionais, uma das grandes dificuldades de trazer essas discussões para o ambiente de trabalho é conseguir o engajamento dos servidores nas atividades propostas.

"É preciso entender o nosso servidor para que consigamos sensibilizá-lo a pensar sobre sua saúde", destaca Ariandeny. A nutricionista explica que já existem atos normativos de promoção à saúde, como a Política Nacional de Promoção da Saúde e a Lei nº 8.080, dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes. "O desafio é implementá-las de maneira mais efetiva no ambiente institucional", enfatiza.  

Dentre as questões de saúde debatidas na oficina que carecem da conscientização estão o hábito de fazer exames periódicos e ter momentos de lazer individual ou coletivos, seja com a família amigos ou colegas de serviço. Para quem não pode ou não tem tempo de ir a uma academia, optar por alternativas como ir a pé para o trabalho ou subir escadas do prédio já são opções de escolhas saudáveis.

Em um segundo momento, discutiram-se de modo mais específico os valores que fundam os princípios da Política Nacional, como a equidade, participação social, autonomia, integralidade e territorialidade, sendo este último o foco das discussões. A médica do Siass Paula Christina Figueiredo explica que o objetivo foi entender as demandas específicas de cada campus para se propor ações específicas para cada um, somando assim às atividades desenvolvidas regionalmente. "Gostaríamos de ter a participação massiva dos diversos campi dos Institutos para, de fato, conseguirmos consolidar uma rede de promoção da saúde", considera.

Programação - Além desta oficina, o Siass realizou diversas ações em Goiânia de 2 a 6 de abril, em comemoração ao Dia Mundial da Saúde, criado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no dia 7 de abril. Compuseram a programação roda de conversa sobre alimentação saudável, oficina de receitas saudáveis para o ambiente institucional, feira de promoção da saúde e diálogo sobre soberania e segurança alimentar e nutricional.

Especificamente no IF Goiano, foi realizada na quarta-feira, 4, atividade de consciência corporal na Praça Professor Cecílio Fleuri, que fica próxima à reitoria. Na ocasião, servidores fizeram exercícios de alongamento e meditação, coordenados pela médica do Siass Paula Cristina Abrantes.

Segundo a profissional, está comprovado que a meditação melhora a memória, combate o estresse, ajuda no autoconhecimento e facilita a comunicação, entre outros benefícios. E o alongamento ajuda a organizar o pensamento e ameniza as consequências de riscos ergonômicos como, por exemplo, ficar muitas horas sentado. Para Paula, a atividade foi também um incentivo para a criação de um grupo de consciência corporal na reitoria.

Novidades - O Siass prepara, também, outras atividades programadas na reitoria do IF Goiano para os meses de abril, maio e junho deste ano. A vivência Você Tem Fome de Quê promoverá sete encontros temáticos sobre alimentação saudável, fome e peso corporal. Já a ação Pratique Saúde!  realizará palestras relacionadas à Ayurveda, ciência milenar indiana que trabalha a influência da natureza sobre o indivíduo a fim de aumentar a longevidade.

 

Coordenação Geral de Comunicação Social e Eventos

registrado em:
Fim do conteúdo da página