A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página

Parceria com UMinho é simbolizada com plantio de muda de pequi

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Quinta, 25 de Abril de 2019, 15h43 | Última atualização em Segunda, 29 de Abril de 2019, 14h41 | Acessos: 198

Plantio aconteceu na manhã desta quinta-feira (25) e contou com a participação do representante da Universidade do Minho de Portugal, professor José Augusto Pacheco. A atividade fez parte da programação do Seminário Internacional de Educação que está acontecendo no Campus Rio Verde.

O IF Goiano foi representado pelo reitor, professor Vicente Pereira de Almeida; pelo pró-reitor de pesquisa, pós-graduação e inovação, professor Fabiano Guimarães e pelo pró-reitor de ensino, professor Virgílio Erthal. O corpo diretivo do Campus Rio Verde, liderado pelo diretor-geral, professor Anísio Correia da Rocha, também marcou presença.

O pequi foi a árvore escolhida para simbolizar a parceria entre as duas instituições. Nas palavras do professor Vicente, um fruto muito apreciado pelos goianos, portanto, bastante representativo para a instituição que tem seus campi espalhados por vários municípios de Goiás.

O IF Goiano e a Universidade do Minho já trabalham em parceria com projetos de pesquisa e pós-graduação - que consiste na qualificação de servidores do IF Goiano - desde 2012, tanto que naquela época, duas mudas de pau-brasil foram plantadas no campus pelo agora reitor da Universidade do Minho, professor Rui Vieira de Castro, que na ocasião, coordenava o Instituto de Educação da UMinho.

Durante a visita à instituição, professor Pacheco fez questão de fotografar-se ao lado das duas árvores, que já devem começar a florir este ano. Segundo ele, a foto será mostrada ao reitor da universidade portuguesa.

Expansão da parceria

Com a parceria consolidada, a ideia agora é expandi-la para viabilizar a criação de um curso de Mestrado Profissional em Formação de Professores a ser oferecido no Campus Rio Verde. As articulações para a implantação do curso tiveram início no ano passado, quando o pró-reitor de pesquisa e pós-graduação, professor Fabiano Guimarães, apresentou a demanda da região à professora Tereza Sarmento, que faz parte do corpo docente da universidade portuguesa.

Em seguida, uma equipe do IF Goiano esteve em Portugal para apresentar o projeto do curso, que passa agora pelos ajustes finais para ser submetido à avaliação da Capes – órgão que regula a pós-graduação no Brasil. A intenção é submetê-lo para a avaliação ainda nesse semestre.

Outra parceria que começa a ser desenhada é com a Universidade Autônoma de Barcelona (UAB). Na manhã desta quinta-feira, os dirigentes do IF Goiano, juntamente com o professor José Pacheco, se reuniram com o professor Joan Pagés Blanch para apresentar a demanda da região.

Participaram da conversa, representantes da Secretaria Municipal de Educação de Rio Verde e Secretaria do Estado da Educação, que também têm interesse em participar da parceria, com vistas à qualificação dos professores do ensino fundamental e ensino médio da rede pública. 

Centro de EducAção Rosa de Saberes 

O espaço, batizado de Centro Educacional Rosa dos Saberes, é um lugar de desenvolvimento de projetos e ações voltados ao exercício da docência. Inaugurado no ano passado, o ambiente está se estruturando para dar início à realização de suas atividades, dentre elas, a execução do projeto de ensino intitulado "Narrativas de formação: práticas colaborativas pelo viés das metodologias ativas", cujo objetivo é de atuar na promoção de partilhas de narrativas e de novos métodos de ensino. 

Na manhã desta quinta-feira, várias mudas de rosas foram plantadas na frente do Centro.

O plantio foi feito por mulheres que representam as várias frentes de ensino, pesquisa e extensão da instituição. Ao final, foi servido um lanche a todos os presentes.

 

As frutas da região, como cajá-manga, mexerica e goiaba chamaram a atenção dos professores estrangeiros, que fizeram questão de saboreá-las.

Foi uma manhã simbólica, repleta de saberes, cores e sabores.  

 

 Setor de Comunicação Social e Eventos

Fim do conteúdo da página