A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página

Avaliação Embrapii

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Quinta, 05 de Março de 2020, 19h08 | Última atualização em Terça, 16 de Junho de 2020, 13h55 | Acessos: 303

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) avaliou nesta semana os resultados e processos de estruturação do Polo Embrapii do Instituto Federal Goiano (IF Goiano). Pouco mais de 2 anos após o credenciamento, a expectativa é positiva para a renovação do convênio entre as instituições ao final de 2020.

imagem sem descrição.

O coordenador de acompanhamento técnico da Embrapii, Álvaro Abackerli, esteve em Rio Verde entre os dias 2 e 5 de março, analisando documentos e protocolos de trabalho, e conversando com gestores, estudantes e pesquisadores. Seu objetivo foi avaliar a gestão dos processos, o programa de formação de recursos humanos e as medidas adotadas para estruturar e profissionalizar o funcionamento da unidade.

No total, a unidade já fechou sete projetos de inovação, todos na área de Tecnologias Agroindustriais e com foco em tecnologias para manejo agrícola e para processamento e armazenamento de grãos, que são as linhas credenciadas ao IF Goiano pela Embrapii. O plano de ação inicial, pactuado em dezembro de 2017, previa a meta de cinco projetos que totalizariam R$2,35 milhões em recursos movimentados. A meta foi revista em função do sucesso na contratação de projetos e a unidade tem até o final deste ano para fechar nove projetos que totalizem R$6,76 milhões.

Além dos resultados em inovação tecnológica, foi avaliado o programa de formação de recursos humanos do Polo, considerado pela Embrapii o principal benefício dos institutos federais ao manter um polo de inovação. O programa obteve destaque na avaliação: "foi possível notar que o modelo de desenvolvimento de recursos humanos está ganhando relevância institucional e gerando impacto nos alunos", afirmou Alvaro.

Contudo, o avaliador ressaltou que é importante investir nas habilidades que ultrapassam a dimensão técnica específica do pesquisador: "planejamento, liderança e comunicação, por exemplo, são essenciais para um bom pesquisador, mas qual é a estratégia para aperfeiçoar essas habilidades e diagnosticar os avanços?", questionou o coordenador, complementando que pensar sobre isso e testar já é em si um processo evolutivo importante para a unidade.

Por fim, o avaliador analisou o nível de maturidade do Polo. Foram analisados nove processos considerados constituintes da operação Embrapii: prospecção, elaboração técnica, negociação, gestão de projetos, execução de projetos, gestão de portfólio, gestão de propriedade intelectual, comunicação e formação de recursos humanos. Todos eles foram observados quanto à quantidade, qualidade e adequação de cinco insumos disponíveis: infraestrutura, recursos humanos, recursos de contrapartida, protocolos de trabalho e referências institucionais. Um dos principais pontos destacados foi a existência de um regimento consistente com as atividades do Polo e que oferece segurança à sua equipe.

No final do trabalho de avaliação, Alvaro ressaltou ainda que para a próxima fase do possível credenciamento, denominada "Polo Embrapii em consolidação", a unidade precisa refinar seus processos, uma vez que vai ter desafios maiores a superar.

Saiba mais:
O que é o Polo Embrapii
Projetos Embrapii

Assessoria de Comunicação
Jornalista responsável: Karen Terossi (MTB/SP 70.001)

Fim do conteúdo da página