A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página
Hidrolândia

Docentes promovem projeto #FiqueEmCasa

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Segunda, 13 de Abril de 2020, 18h21 | Última atualização em Sexta, 17 de Abril de 2020, 11h24 | Acessos: 404

Atividades são desenvolvidas pelos docentes de diversas áreas da unidade e disponibilizadas aos alunos semanalmente. Estudantes falam de suas experiências com as atividades.

Em razão da impossibilidade de ministrar aulas durante esse momento de isolamento social, a equipe docente do Campus Avançado Hidrolândia, do Instituto Federal Goiano, desenvolveu o projeto #FiqueEmCasa, como forma de manter ativa a interação com seus alunos. Já em sua terceira semana de funcionamento, o programa consiste na disponibilização de um cronograma semanal de atividades virtuais aos seus estudantes.

O projeto é o resultado de um esforço docente coletivo, que fica evidente na diversidade das atividades ofertadas. A Direção de Ensino do campus explica que muitas ações serão realizadas em conjunto com vários docentes ao mesmo tempo, assim como outras contarão com a participação de parceiros externos, como professores de outras instituições, psicólogos ou palestrantes. As atividades são ministradas via webconferência, por meio de aplicativo.

A primeira semana do projeto contou com a participação voluntária de vários docentes. As ações propostas foram as mais variadas como, por exemplo, encontro para orientar a criação de um canal no Youtube; apresentação de aspectos culturais de outros países, envolvendo indivíduos daquelas culturas; debates literários, históricos, filosóficos, sobre filmes e obras literárias; discussão sobre questões de vestibulares e ENEM; oficinas para confecção de origami, para reciclagem de resíduos domésticos, assim como para construção de hortas verticais. Houve ainda momentos de conversa sobre assuntos filosóficos e sociológicos e discussão sobre saúde mental e a prática de exercícios físicos, visando à concentração e o relaxamento.

O Diretor de Ensino do Campus, Sidney de Souza Silva, avaliou positivamente a primeira semana de atividades. “Sobretudo, por propiciar relativo conforto a muitos dos nossos alunos que se apresentavam ansiosos frente ao momento que estamos vivenciando”, afirma. O próprio diretor propôs uma atividade de ampliação de conhecimentos sobre a cultura de um país de língua hispânica, promovendo a interação entre alunos e uma professora mexicana que participou da webconferência direto da Cidade do México.

Para o professor Berto Marinho, que realizou uma oficina de origamis, afirmou ter sidoa atividade proposta foi também gratificante, pois além dos alunos, participaram da oficina também outros familiares desses estudantes que também estão em isolamento social. Berto destacou que teve a preocupação de definir o conceito de origami, a origem dessa técnica e os benefícios dirigidos àqueles que praticam essa atividade, sobretudo no tocante ao tratamento para ansiedade e depressão. “Ocupou bem a mente dos meninos, tirando o foco do que está acontecendo mundialmente, principalmente porque essa atividade ajuda a combater o estresse, proporcionando motivação e calma para que eles sigam nesse período de quarentena”, conta.

Imagem da realização da Roda de Conversa via aplicativo

Cumprindo as regras de isolamento social, a estudante do curso técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio, Maísa Campos da Silva Araújo, está acompanhando ativamente da programação do projeto diretamente de sua casa. Para ela, participar das atividades é uma forma não só de fugir da rotina cansativa do afastamento social, como também de matar a saudade dos colegas da Instituição. “E isso meio que ajuda a gente a não perder o ritmo”, completa.

Dentre as atividades propostas, a análise do filme Victor Frankenstein e a roda de conversa com psicóloga foram as que mais chamaram a atenção da aluna. Maísa conta que seguir o cronograma proposto pelo projeto faz com que ela não se enrole durante o dia e se sinta mais disposta. “Gosto de me dedicar às atividades assim como os professores, porque eles estão se esforçando para fazer algo diferente para gente”, afirma.

A aluna do curso técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio, Daniella Souza Marques, também tem seguido as atividades do projeto de sua casa, em Aparecida de Goiânia. A estudante relata que durante esse período de isolamento social tem procurado aproveitar o maior tempo disponível para se dedicar aos estudos. Dentre as atividades propostas, a de Língua Portuguesa sobre os poemas de Gregório de Matos, foi a que chamou mais a atenção de Daniella.

 

Clique e acesse o cronograma de atividades do projeto

1ª semana - 30 de março a 03 de abril de 2020. 

2ª semana- 06 a 09 de abril de 2020.

3ª semana - 13 a 17 de abril de 2020. 

  

Diretoria de Comunicação Social e Eventos, com informações do Núcleo de Comunicação Social e Eventos – Campus Avançado Hidrolândia

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página