A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página

Projeto inova no manejo de nematoide em soja

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Segunda, 21 de Janeiro de 2019, 18h23 | Última atualização em Segunda, 21 de Janeiro de 2019, 18h24 | Acessos: 669

Solução em desenvolvimento visa detectar e fazer recomendações para manejo de nematoides em soja, a partir de imagens aéreas.

Imagem aérea de talhão de soja a partir de câmera termal
imagem sem descrição.

O Polo Embrapii do IF Goiano, em parceria com a empresa AirScout, começou a desenvolver uma solução para detectar nematoides e fazer recomendações para seu manejo na cultura da soja, por meio de imagens aéreas. A tecnologia pode reduzir custos de produção e melhorar a gestão de informações no campo.

O Polo de Inovação já vem trabalhando com processamento de imagens aéreas para encontrar doenças na lavoura desde 2015. A ideia que fundamenta o trabalho é que doenças nas plantas alteram seu metabolismo e, com isso, a planta tem alterações de temperatura e de cor.

As câmeras RGB, multi e hiperespectral que são acopladas a drones ou aeronaves tripuladas são capazes de registrar variações nas cores imperceptíveis à visão humana. Já a câmera termal detecta mudanças de temperatura. Cruzando essas imagens georreferenciadas com análises convencionais, de solo e planta, é possível encontrar “padrões”, ou seja, associar determinada cor a incidência de uma praga.

No projeto Embrapii com a Airscout, os pesquisadores vão desenvolver um algoritmo e validar um sensor para diferenciar áreas atacadas pelo nematoide do cisto Heterodera glycines na soja. A solução contará com inteligência artificial e um banco de dados robusto. Além de indicar áreas afetas, a tecnologia fará recomendações de manejo.

De acordo com o coordenador do projeto, Alaerson Maia Geraldine, a inovação em desenvolvimento representa um importante avanço científico-tecnológico para a agricultura. “A solução converte conhecimentos da pesquisa básica em soluções simples e de fácil execução para o agricultor, e vai ao encontro dos novos modos de fazer agricultura, pois utiliza ferramentas como big data e inteligência artificial para um manejo mais preciso”, explicou ele.

Os dados para desenvolver o projeto serão obtidos nas lavouras de produtores parceiros na região de Rio Verde que, por essa participação, terão acesso a resultados preliminares antes do produto ser lançado no mercado e treinamento para uso da nova tecnologia. Além disso, esses produtores podem sugerir mudanças no produto para aperfeiçoar a tecnologia.

A empresa AirScout trabalha com monitoramento agrícola por meio de imagens áreas capturadas por aeronaves tripuladas. A tecnologia utilizada pela empresa foi criada em 2012 nos Estados Unidos, e trazida para o Brasil por Carlos Roberto do Amaral, em 2017.

A solução a ser desenvolvida em parceria com o IF Goiano e a Embrapii será incorporada à ferramenta de monitoramento da empresa. A versão inicial do produto deve ser liberada para os produtores parceiros ao final da safra 2020/2021 e posteriormente será lançada no mercado.

Formação de estudantes

O projeto soma R$967 mil em recursos investidos pela Embrapii e Airscout. Dois estudantes de mestrado e quatro de graduação participam do projeto como bolsistas, orientados por pesquisadores de diferentes áreas de atuação, uma vez que a pesquisa exige conhecimentos multidisciplinares.

A equipe é coordenada pelo pesquisador e diretor-geral do Polo de Inovação, Alaerson Maia Geraldine, e conta com os pesquisadores Tavvs Micael Alves (Inteligência Artificial e Agricultura de Precisão), Leonardo de Castro Santos (Nematologia), Gustavo Castoldi e Carlos Ribeiro Rodrigues (Química do Solo), Alan Carlos da Costa (Fisiologia Vegetal), Sebastião Carvalho Vasconcelos Filho (Anatomia Vegetal), Francisco Ribeiro de Araújo Neto (Estatística) e Danilo Pereira Barbosa (Geoestatística).

Assessoria de Comunicação do Polo de Inovação

Fim do conteúdo da página