A barra do Governo Federal só poderá ser visualizada se o javascript estiver ativado. Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

GTranslate

    pt    en    fr    es
Início do conteúdo da página

Uepe - Integração lavoura-pecuária-floresta

0
0
0
s2sdefault
Publicado: Terça, 06 de Março de 2018, 22h37 | Última atualização em Quinta, 10 de Outubro de 2019, 17h59 | Acessos: 1391

       

Rio Verde

UEPE "Gapes"

Parceiro: Grupo Associado de Pesquisa do Sudoeste Goiano (Gapes)

Área da UEPE: 10 hectares

Localização: Estação de Pesquisa do Gapes

Sistema: Testes com diferentes alternativas de cultivos agrícolas com forrageiras, como opção para a segunda safra no sudoeste goiano.

Desenvolvimento do projeto

O trabalho foi iniciado em março de 2018 em uma área de aproximadamente 10 hectares onde estão sendo testadas diferentes alternativas de consórcios de culturas agrícolas com forrageiras e também outras formas de cobertura. Dentre os tratamentos testados estão:

  • Milho solteiro;
  • Milho + Brachiaria ruziziensis;
  • Brachiaria ruziziensis solteira;
  • Sorgo + Brachiaria ruziziensis;
  • Sorgo solteiro;
  • Milho + Brachiaria brizantha cv. Marandu;
  • Brachiaria brizantha cv. Marandu;
  • Milho + Brachiaria brizantha cv. BRS Paiaguás;
  • Brachiaria brizantha cv. BRS Paiaguás;
  • Girassol + Brachiaria ruziziensis;
  • Crotalária spectabilis;
  • Milheto;
  • Mix (Milheto+Crotalária spectabilis+B. ruziziensis).

O objetivo principal com este trabalho é avaliar a influência das diferentes coberturas na produtividade da soja na safra seguinte. Além disso, estão sendo avaliadas as características químicas e biológicas do solo e um acompanhamento da população de nematoides.

                 

UEPE "Brasilanda"

Parceiros: Grupo Kompier, Gapes, Embrapa e Ikeda

Área da UEPE: 10 hectares

Localização: Fazenda Brasilanda, do grupo Kompier, em estrada ligada à GO-174.

Sistema: Testes com diferentes alternativas de cultivos de culturas agrícolas com forrageiras como opção para a 2ª safra no sudoeste goiano.

Desenvolvimento do projeto

A UEPE “Brasilanda” tem como foco principal a atividade agrícola.

O trabalho foi iniciado em fevereiro de 2018 em uma área de aproximadamente 10 hectares onde estão sendo testadas diferentes alternativas de consórcios de culturas agrícolas com forrageiras e também outras formas de cobertura, semelhante ao experimento da UEPE do Gapes.

Dentre os tratamentos testados estão:

  • Milho solteiro;
  • Milho + Brachiaria ruziziensis;
  • Brachiaria ruziziensis solteira;
  • Sorgo + Brachiaria ruziziensis;
  • Sorgo solteiro;
  • Milho + Brachiaria brizantha cv. Marandu;
  • Brachiaria brizantha cv. Marandu;
  • Milho + Brachiaria brizantha cv. BRS Paiaguás;
  • Brachiaria brizantha cv. BRS Paiaguás;
  • Girassol + Brachiaria ruziziensis;
  • Crotalária spectabilis;
  • Milheto;
  • Mix (Milheto+Crotalária spectabilis+B. ruziziensis).

Assim como na UEPE do Gapes, o objetivo principal com este trabalho é avaliar a influência das diferentes coberturas na produtividade de soja na safra seguinte. Também estão sendo avaliadas as características químicas e biológicas do solo e acompanhamento da população de nematoides.      

Fim do conteúdo da página